Público já lota Passarela do Samba para acompanhar desfile das escolas de samba

O Público já lota as arquibancadas, camarotes e frisas da Avenida General Rondon, que se transforma a partir da noite deste domingo, 11de fevereiro, até esta segunda-feira (12), na Passarela do Samba. Só neste primeiro dia, cinco agremiações se apresentarão na Avenida, dando assim, início a disputa do título de campeã em 2018.

Para este ano, o tempo do desfile será de 55 minutos, sendo tolerado máximo de 75 minutos, para cada escola de samba. Desfilam nesta noite: GRES Unidos da Major Gama; GRES Mocidade da Nova Corumbá; GRES A Pesada; GRES Acadêmicos do Pantanal; GRES Caprichosos de Corumbá.

População já ocupa os lugares das arquibancadas na passarela do samba / Foto: Erik Silva

Para a dona de casa, Suelen Garcia, que chegou às 09h30, de hoje, para guardar lugar na arquibancada na área central da General Rondon, disse que o momento é mágico.

“Poder ver todo esse espetáculo é uma sensação maravilhosa. Desde pequena, ainda quando minha mãe era viva, vinha com ela e ficava guardando um bom lugar para acompanhar o desfile. Agora faço isso com meus filhos e esposos, mas eu venho primeiro, separo o lugar de cada um e depois é só ficar acompanhando esse momento mágico”, disse Suelen.

O pedreiro Gregório Montes, acabou chegando um pouco mais tarde, às 13h30, mas ainda assim, conseguiu reservar um bom lugar.

“já fui e voltei. Minha esposa ficou aqui, no final da tarde enquanto fui tomar banho. Agora é sentar e apreciar o desfile. Melhor lugar não há, como em Corumbá”, afirmou Gregório.

O desfile

Para este ano além dos jurados que são da cidade de São Paulo, a avaliação das agremiações será também, por meio do uso da tecnologia, com o “fiscal virtual”, câmeras que percorrerão a Passarela do Samba na hora dos desfiles, capturando imagens que podem auxiliar o trabalho dos fiscais no item “obrigatoriedades”, ou o “artigo 26” do regulamento.

Outra novidade é com relação a uniformidade dos calçados dos integrantes das alas, onde até o Carnaval passado, a uniformidade do calçamento era uma questão de critério de julgamento do quesito Fantasia, e esse ano passa a ser atribuição dos fiscais de pista, já que estarão mais próximos, conseguindo acompanhar com mais clareza se este item das obrigatoriedades está sendo cumprido ou não pelas agremiações durante os desfiles.

Além disso, a Liesco retoma uma tradição dos desfiles de Corumbá, a Ala das Baianas, que volta a ser quesito, e, assim, como os outros quesitos, vale nota, de 8 a 10, podendo ser fracionada em décimos.

O desfile terá início às 20h30, conforme a Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá).

 

 

Comentários