Sem chance: MDB descarta “barganha” com PSDB e André segue candidato ao governo do Estado

You are currently viewing Sem chance: MDB descarta “barganha” com PSDB e André segue candidato ao governo do Estado
  • Post author:

O MDB rechaçou sem nenhuma sombra de dúvidas, a proposta de barganha por apoio político à pré-candidata à presidência da República, Simone Tebet, feita pelo PSDB para a executiva estadual em MS.De acordo com a “proposta”, para que em MS o PSDB caminhasse em alinhamento com a possível candidatura da Senadora Simone ao Palácio do Planalto, os emedebistas teriam de abrir mão, da candidatura de André Puccinelli ao Governo do estado.

PUBLICIDADE

O ex-governador, candidato ao governo do estado, atualmente aparece liderando as pesquisas de intenção de votos, ao lado de Marquinhos Trad (PSD).

O ex-ministro chefe da Secretaria do Governo Federal, Carlos Marun, descartou completamente as chances de que algo neste sentido venha a acontecer.

“Não existe a possibilidade de André e o MDB/MS apoiarem aqui outro candidato. Lideramos todas as pesquisas. Respeitamos os outros candidatos e compreendemos o seu direito de se apresentarem para a eleição, mas não abrimos mão do nosso”, afirmou o ex-deputado federal e ex-ministro chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun.

“Já levei esta posição para a Direção Nacional do MDB, da qual faço parte, e recebi garantia quanto a nossa candidatura. ANDRÉ SERÁ CANDIDATO E VENCERÁ A ELEIÇÃO. Sei, ainda, que isto não será empecilho para apresentarmos a nível nacional uma candidatura única à Presidência da República, coisa que por sinal sempre defendi”, afirmou.

PUBLICIDADE

Junior Mochi, ex-deputado e que atualmente é o líder do partido em MS, também defendeu a posição.

“Essa condição dita pelo presidente nacional do PSDB, é uma fala isolada, sem qualquer consulta quanto a sua possibilidade ou viabilidade. O MDB de Mato Grosso do Sul rejeita esse tipo de atitude e reafirma a pré-candidatura a governador do André”, afirmou Mochi, sobre a declaração do presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo.

O PSDB exige o apoio do MDB aos tucanos em Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Rio Grande do Sul. No estado nordestino, Raquel Lira (PSDB) está em segundo lugar nas pesquisas e não há candidato do MDB. Já entre os gaúchos, o emedebista Gabriel Souza tem menos de 2%, mesmo índice de Simone na disputa presidencial. André chega a 22,4% em Mato Grosso do Sul e figura, antes mesmo de confirmar a sua pré-candidatura, entre os preteridos do eleitorado sul-mato-grossense para sucessão ao governo.

Na sua conta em uma rede social, André postou um vídeo pescando e reafirmou que segue com seu plano de trabalho.

PUBLICIDADE

A-ráááá!! Eu continuo pré-candidato ao Governo do Estado! Acorda, meu MS! Seguimos com o nosso plano de trabalho!

PUBLICIDADE