Marquinhos defende mudanças estratégicas para construção de um estado mais competitivo

You are currently viewing Marquinhos defende mudanças estratégicas para construção de um estado mais competitivo
  • Post author:

O pré-candidato do PSD ao Governo de Mato Grosso do Sul, Marquinhos Trad, aposta em mudanças estratégicas para o desenvolvimento do Estado. Durante agenda em Miranda, citou detalhes importantes, que vão fazer diferença no setor produtivo e na vida da população.

PUBLICIDADE

O pré-candidato lembrou de cobranças que acabam dificultando a vida dos empresários e, consequentemente, a capacidade de crescimento do Estado, atingindo todos os setores. Na avaliação de Marquinhos, estas decisões, de competência do Governo do Estado, são decisivas para a vida da população e precisam ser pensadas de maneira diferente do já realizado em Mato Grosso do Sul.

Marquinhos cita como exemplo a cobrança de ICMS feita atualmente pelo Governo do Estado, onde o empresário paga imposto antecipadamente sobre uma mercadoria que ainda nem foi vendida.

“Se o empresário faz uma compra de R$ 1 milhão para sua loja, a Secretaria de Fazenda aplica o cálculo do valor agregado, de lucro e custos de comercialização, gerando um montante para base de cálculo de R$ 1,4 milhão. Ou seja, com uma alíquota que varia de 17% a 27%, dependendo do produto, o empresário paga R$ 378 mil antecipado, sem nem saber se vai vender o produto”, explicou.

PUBLICIDADE

Na avaliação de Marquinhos, é possível fazer alterações que garantirão retorno muito maior para o Estado a curto e médio prazo. “É possível deixar o Estado mais competitivo. O menos é mais em muitas ocasiões. Nos dois primeiros anos, você pode sim ter uma perda, mas depois você vai ter um crescimento, porque este ICMS retorna. Ganha no comércio, porque vão contratar mais funcionários e todo mundo cresce junto. É uma questão de planejamento e de atenção a quem produz e garante o desenvolvimento do Estado”, detalhou.

PUBLICIDADE

Marquinhos ressaltou a importância de Miranda, uma das cidades mais antigas de Mato Grosso do Sul, considerada o Portal de Entrada do Pantanal, e falou da necessidade de investimento para crescimento do Município.

“Miranda precisa de apoio para industrialização, frigorífico para abate de bovinos, qualificação para a população, investimento para o Turismo, de casas. Da presença física do governador, que deve estar ao lado de todos aqueles que querem construir um Município forte e um Estado cada vez mais humano”, concluiu.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE