Em Campo Grande, queima de fogos de artifício com efeitos sonoros está proibida

You are currently viewing Em Campo Grande, queima de fogos de artifício com efeitos sonoros está proibida

Soltar e queimar fogos de artifício ou quaisquer artefatos pirotécnicos com efeitos sonoros está proibido em Campo Grande, de acordo com o Projeto de Lei Complementar 718/20.

PUBLICIDADE

Também está proibido soltar artefatos sem efeitos sonoros em portas, janelas ou terraço das edificações; distância inferior a 500 metros de hospitais, casas de saúde, asilos, presídios, quartéis, postos de serviços e de abastecimentos de veículos, depósitos de inflamáveis e explosivos, reservas florestais e similares e em locais fechados.

Quem descumprir a lei está sujeito a multa. Menores de 18 anos não podem comprar fogos de artifício.

PUBLICIDADE

O barulho gerado pelos artefatos causa incômodo em pessoas hospitalizadas, bebês, autistas, idosos com Alzheimer e animais.

O vereador Gilmar da Cruz diz que é preciso olhar para quem não consegue se defender.

“Por respeito aos animais, aos idosos, às crianças, aos autistas, aos hospitalizados, e a todos que podem sofrer por meio das queimas dos fogos de artifício, fui coautor desse importante projeto em parceria com o então vereador Veterinário Francisco, que esteve conosco na última legislatura”.

PUBLICIDADE

O gerente de uma loja que comercializa fogos de artifício em Campo Grande, Jefferson Barbosa, afirma que a expectativa para as vendas deste fim de ano é grande e que espera vender 30% a mais do que no ano passado.

“Esse ano está encaminhando para isso, para que seja melhor que o ano passado”.

O gerente disse que fogos que emitem efeitos visuais com baixos ruídos são os mais vendidos. “Esse tipo é o permitido pela prefeitura. O que mais vende são os de efeitos visuais, que emitem luz”.

Além disso, Barbosa afirmou que as vendas no fim do ano passado, época de pandemia, foram ótimas.

“Ano passado o movimento foi muito grande, como não teve festas públicas, em buffets e casas de show, o pessoal ficou em casa, se reuniu em casa, ou seja, teve um aumento nas vendas por causa disso. Foi um dos melhores anos até então”.

De acordo com o gerente, as melhores épocas de venda são as festas de fim de ano e festas juninas.

Animais

Fogos de artifício significam estresse, agitação, medo e inquietação para animais.

É comum encontrar animais machucados, assustados ou até mesmo mortos após um “show” de fogos em épocas festivas de fim de ano.

Isso acontece porque a audição desses bichos é mais sensível a barulhos.

A médica veterinária, Irma Vanderleia Vieira afirma ao Correio do Estado que a audição desses animais são muito mais aguçadas do que de humanos.

“Eles escutam muito mais do que a gente, a audição deles é muito mais aguçada do que a nossa. Se a gente acha o barulho alto, eles acham muito mais. Isso acaba gerando pânico no animalzinho”.

Dicas para deixar o animal menos estressado durante a queima de fogos

  • Isolá-lo em um local onde não há objetos ou barreiras perfurantes;
  • Mantê-lo em um ambiente seguro e familiarizado, com sua água, comida, cama e brinquedos;
  • Manter janelas, portas e passagens fechadas;
  • Colocar protetores auriculares ou algodão nos ouvidos do animal;
  • Ligar a TV no volume máximo para disfarçar o barulho dos fogos de artifício e entreter o pet;
  • Fazer uso de medicações (florais) para deixar o animal mais calmo;
  • Alguns dias antes das festas, habituar o pet com muitos barulhos e música alta;

Colocar um colete ou faixa protetora ao redor do corpo do animal. É simples: basta colocar a faixa na altura do peito do animal e cruzar as pontas depois do pescoço, na altura do dorso; depois é preciso fazer o mesmo abaixo, na altura do dorso; por fim, é necessário dar nó firme, perto da coluna. Deve-se garantir que o pano não esteja apertando ou machucando o pet.

PUBLICIDADE
gif grillinkl