Marinheiro é condenado a 9 anos de prisão por estuprar adolescente em Corumbá

You are currently viewing Marinheiro é condenado a 9 anos de prisão por estuprar adolescente em Corumbá

Um marinheiro de 48 anos foi condenado a nove anos e sete meses de reclusão pelo estupro, em regime fechado e condenado ao pagamento de R$ 10 mil de indenização por estuprar uma adolescente, na época, com 17 anos, em Corumbá.

O crime ocorreu em agosto de 2016, na época, o marinheiro com 43 anos, abordou a vítima quando esta retornava da escola onde estudava. Ao descer do ônibus a vítima começou a ser seguida pelo denunciado que a agarrou pelo braço e perguntou: “O que a senhorita está fazendo andando sozinha?”.

PUBLICIDADE

A vítima tentou fugir do criminoso e com uma faca na cintura passou a fazer ameaças dizendo que se ela tentasse correr ou gritar ele iria cortar sua língua e espanca-la. Ele também disse que se ela contasse alguma coisa para os pais iria machucar a família dela. Em seguida levou a vítima para o mato e a estuprou.

Com medo, a adolescente não relatou o crime nem para a família e nem para a polícia. O marinheiro perseguiu a vítima por outras vezes quando ela retornava da escola para a casa sempre fazendo ameaças. Na última vez ele chegou a dar um tapa em sua coxa, deixando o local com hematomas.

Dois meses depois do abuso, o criminoso voltou a perseguir a vítima, ela disse que iria viajar e ele disse que iria vê-la novamente quando ela voltasse de viagem e se ela não aparecesse iria matar sua família.

Não suportando os abusos, com pânico, nojo e vergonha, contou para sua mãe o que estava acontecendo, tendo então registrado Boletim de Ocorrência. A sentença foi publicada nesta terça-feira (25) no Diário da Justiça.

O marinheiro foi condenado a 09 anos e 07 meses de reclusão pelo estupro, em regime fechado, e a 1 mês e 05 dias de detenção pelo crime de ameaça, em regime aberto. Ele tem o direito de recorrer em liberdade. Também foi condenado ao pagamento de R$ 10 mil de indenização.