Jacarés se aglomeram em poça de lama para fugir da seca no Pantanal

Você está visualizando atualmente Jacarés se aglomeram em poça de lama para fugir da seca no Pantanal
  • Autor do post:
  • Post publicado:22 de julho de 2022

A falta de chuva e o longo período de estiagem no Pantanal de Corumbá, começa a ocasionar cenas de agonia para animais acostumados a viverem na maior planície alagável do mundo. A mudança climática aliado as intervenções humanas na natureza vêm mudando o ciclo do bioma pantaneiro, deixando em desespero animais que se aglomeram em busca de sobrevivência.

 “Jacarezada está na beira da birita [bebedouro usado para armazenar água para o gado], por causa da água. Estão todos agoniados, morrendo, chega dá dó. Olha, que judiação!”, diz um homem uqe compartilhou a gravação de um vídeo feito no início desta semana em uma fazenda no Pantanal.

Em meio ao último suspiro pela sobrevivência é possível perceber que alguns animais do bando acabaram morrendo no meio de tanto jacarés.

O vídeo (veja no final da matéria) foi feito por um funcionário da fazenda Sagrado, que fica na região do pantanal de Corumbá. O registro foi compartilhado nas redes sociais por um homem que comentou: “Triste a situação em alguns lugares do Pantanal sul-mato-grossense, passam por uma seca severa”, detalhou.

Zilca Campos, pesquisadora e especialista em jacarés, afirma que a seca afeta a região do Abobral desde 2020.

“Pantanal do MS está muito seco, aliás não teve enchente em 2022. A seca severa continua levando a morte de muitos jacarés e outros animais da fauna. Isso está acontecendo, isso é fato”, lamentou a pesquisadora.

Participe da lista VIP do WhatsApp do  FOLHA MS e receba as principais notícias no seu celular