Hidrovia do Paraguai, importante canal logístico, retoma capacidade de navegabilidade

You are currently viewing Hidrovia do Paraguai, importante canal logístico, retoma capacidade de navegabilidade

Após um período de intensa seca no ano passado, o rio Paraguai atingiu no início desta semana, o nível de até 3,1 metros. Com isso, foi possível ampliar a capacidade de navegação na hidrovia.

PUBLICIDADE

Dados da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), apontam que Mato Grosso do Sul registrou movimentação de 1,4 milhão de toneladas de cargas pelos portos estaduais, no primeiro quadrimestre do ano. O destaque foi o minério de ferro com 1,3 milhão de toneladas, seguido por sementes e outros grãos e ferro fundido.

Jaime Verruck, secretário da Semagro, defende que a hidrovia é um canal fundamental e estratégico na logística de Mato Grosso do Sul.

O minério de ferro liderou em termos de mercadorias na pauta de exportações do Estado pela hidrovia.

Verruck explica que a hidrovia sempre foi uma opção de transporte de peso em Mato Grosso do Sul e com tendência de crescimento das exportações.

PUBLICIDADE

Entre os desafios para melhorar a navegabilidade o secretário cita a necessidade de se fazer duas curvas entre Corumbá e Porto Murtinho.

A hidrovia ainda tem vantagem de custo competitivo, com capacidade de carga elevada e o custo menor.

De acordo com boletim da Sala de Situação do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), no dia 14 o nível do rio Paraguai em Ladário estava em 2,53 metros, em Porto Esperança em 1,82 mt e em Porto Murtinho chegou a 3,13 metros.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE