AGEMS inspeciona programa que leva energia e qualidade de vida a mais de 200 famílias no Pantanal

You are currently viewing AGEMS inspeciona programa que leva energia e qualidade de vida a mais de 200 famílias no Pantanal

Como está o fornecimento de energia elétrica a mais de 200 famílias moradoras do Pantanal depois da conclusão da primeira fase do programa de universalização que levou rede e placas solares a uma região antes isolada. É o que a AGEMS (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos) vai verificar durante a Fiscalização do cumprimento das Metas do Plano de Universalização Rural na Região do Pantanal Sul Mato-grossense. Os trabalhos começam nesta terça-feira (03) e seguem até o final do mês.

PUBLICIDADE

Conveniada à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a AGEMS tem a responsabilidade de fiscalizar o serviço das distribuidoras, e a verificação da universalização, cujo projeto da implantação do Ilumina Pantanal pela Energisa MS é uma das importantes ações programadas para 2022.

“Essa é uma etapa muito importante, que dá seguimento à implantação do projeto de eletrificação rural. Nossos analistas vão inspecionar se todo o trabalho técnico foi executado de forma regular pela distribuidora, os procedimentos, os resultados e a normalidade do fornecimento do serviço implantado naquela região”, explica o diretor de Gás e Energia, Valter Almeida da Silva.

Qualidade de vida e oportunidades

PUBLICIDADE

A fiscalização é feita por engenheiros da Câmara Técnica de Energia e analistas da Câmara de Regulação Econômica de Gás e Energia. A equipe faz detalhada inspeção documental e confere as ligações, por amostragem, no sistema da concessionária. Está prevista também verificação in loco.

PUBLICIDADE

“Esse é um projeto muito importante porque levou a uma população isolada não apenas um insumo básico, mas condições de ter mais qualidade de vida, é isso que a energia elétrica proporciona”, destaca o diretor-presidente da Agência, Carlos Alberto de Assis. “Agora, entramos em uma fase tão importante quanto a anterior, que é garantir que o projeto foi feito como programado e que esses usuários estão sendo atendidos adequadamente”.

Estado parceiro e reconhecimento internacional

Desenvolvido pela Energisa em parceria com o Ministério de Minas e Energia, Aneel e Governo do Estado, o programa Ilumina Pantanal teve a etapa inicial da universalização antecipada em dois meses, em fevereiro deste ano.

Ao todo, 2.167 unidades consumidoras foram beneficiadas pelo programa, sendo 77 famílias atendidas por rede de distribuição convencional, e 2.090 clientes por meio do SIGFI (Sistema Individual de Energia Elétrica com Fonte Intermitente), cuja fonte de energia é solar. O Grupo Energisa investiu R$ 134 milhões no programa, abrangendo os municípios de Corumbá, Aquidauana, Coxim, Ladário, Porto Murtinho, Rio Verde e Miranda.

PUBLICIDADE

A Energisa informou que após beneficiar famílias de ribeirinhos e produtores locais, o Ilumina Pantanal chegou às comunidades indígenas do Pantanal sul-mato-grossense. O Programa é referência para levar energia elétrica a localidades remotas de outros estados, premiado internacionalmente na categoria de melhor Projeto Solar em 2021.

PUBLICIDADE