S.I.G identifica traficantes atuando no Universitário ao redor de crianças

You are currently viewing S.I.G identifica traficantes atuando no Universitário ao redor de crianças

Investigadores do S.I.G de Corumbá identificaram no bairro Universitário, na rua General Dutra, traficantes atuando ao redor de crianças. O crime havia sido denunciado e houve um trabalho de campana para identificar a situação.

PUBLICIDADE

O trabalho investigativo durou dois dias e foi possível apreender volume de droga, mais de R$ 1,1 mil suspeitos e três pessoas foram presas.

A investigação começou no dia 28 de abril. Os investigadores Francielle Liz, Paulo Henrique Riquielme e Rebeca Avelhaned receberam denúncia anônima com relação ao tráfico de drogas no bairro Universitário. Material fotográfico e de vídeo foi levando identificando não só a movimentação, bem como a venda do entorpecente.

“De imediato foi visualizado grande movimentação de mercância de drogas em frente à residência, estando várias pessoas sentadas em um banco, sendo inclusive durante a luz do dia, com crianças brincando ao redor. Durante a venda dos entorpecentes, foi verificado que algumas das pessoas que estavam sentadas no local entravam e saíam de uma residência com brevidade, aparentando estar buscando mais entorpecentes para reposição das vendas”, informou o S.I.G, por meio de nota.

PUBLICIDADE

Os policiais civis identificaram F.T.R no local e ele ficava responsável por contabilizar o dinheiro com a venda das drogas. Outro investigado é G.M.D.S, que praticava a venda.

PUBLICIDADE

A ação direta para atuar contra a venda de entorpecente ocorreu depois que o delegado Luca Venditto Basso analisou as provas e coordenou o trabalho para ocorrer as prisões. Equipe da Delegacia de Ladário deu apoio nesse trabalho, deflagrado na sexta-feira (29).

Os policiais civis abordaram no local três familiares envolvidos: a mãe O.R.C; e os filhos D.T.C e L.T.C. O outro envolvido foi G.M.D.S. Um dos abordados alegou que morava na residência com a mãe e autorizou a entrada das autoridades.

“Durante revista individual, foi localizado no bolso de G.M.D.S 3 invólucros com substância análoga a maconha, pesando aproximadamente 2,6 gramas. Ao ser questionado onde havia comprado a droga, o mesmo informou que comprara de um homem na pista de skate da cidade e que não se recordava o nome da pessoa. No bolso de O.R.C foi encontrada uma carteira com R$ 1.424,00. O mesmo informou que é autônomo, que havia recebido de trabalhos feitos como bico, assumindo posteriormente que faz a prática de traficância com os irmãos e que o dinheiro era de procedência ilícita”, apontou a Polícia Civil.

No celular de G.M.D.S ainda foram verificadas várias mensagens com diversas pessoas solicitando maconha, pasta base e cocaína, inclusive em grande quantidade.

Em um cômodo dos fundos da residência, dentro de um tanquinho de roupas, foi encontrado também um pote de vidro contendo 77 gramas de substancia análoga a maconha, dentro de uma caixa térmica foi encontrada 27 gramas de substancia análoga a maconha, totalizando 104 gramas. F.T.R assumiu a ser proprietário do entorpecente.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Deixe um comentário