Homem confessa homicídio e diz que matou por ser constantemente provocado pela vítima

You are currently viewing Homem confessa homicídio e diz que matou por ser constantemente provocado pela vítima
  • Post author:
PUBLICIDADE

Corumbá (MS)- Se entregou à Polícia Civil na tarde desta quarta-feira (13), João Vitor Rodrigues, autor confesso do assassinato de Admir Acosta, de 54 anos.

O crime ocorreu na noite de terça-feira (12), na rua Edu Rocha, bairro Nova Corumbá. De acordo com depoimento do autor, o crime teria relação com desavenças e constantes desentendimento entre ambos, conforme alegação do assassino.

PUBLICIDADE

Segundo informações, João Vitor confessou o crime e disse ainda que teria agido em “legitima defesa”. Ele apresentou várias motivações para o crime, entre elas de que os dois já tinham desavenças há um bom tempo e que a vitima supostamente o provocava e no dia do crime, após mais uma provocação, teria ido tirar satisfação e pensou que a vítima estava armada.

A versão apresentada pela esposa de Admir de que o crime teria motivação passional, já que a vítima teria tido um relacionamento extraconjugal com a mulher do autor, não foi confirmada, nem descartada pela polícia que prossegue com as investigações.

Após prestar depoimento, o autor foi liberado e irá responder pelo crime em liberdade por não ter sido preso em flagrante e se apresentar espontaneamente, mas o delegado reforça que a sua prisão poderá ser solicitada com o andamento das investigações.

O homicídio

João Vitor matou a vítima, Admir Acosta, a facadas na noite da última terça-feira (12), feriado de Nossa Senhora Aparecida.

PUBLICIDADE

A vítima teria sido atropelada e posteriormente agredida a golpes de facão na face e no pescoço. Admir morreu na hora antes mesmo de ser socorrido. Após o crime, João Vitor fugiu e permaneceu escondido até a tarde desta quarta-feira (13), quando se apresentou à Polícia.

Segundo informações, no dia do crime Admir teria realizado a limpeza em um terreno de sua propriedade e foi surpreendido pelo autor no momento em que levava o lixo até a esquina de casa.

No dia, a esposa de Admir disse ter presenciado o fato e afirmou que o crime teria ocorrido por motivo passional, já que a vítima teria tido há tempos atrás um relacionamento extraconjugal com a mulher do autor.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!