Polícia Civil prende suspeitos por furto de computadores em faculdade de Corumbá

You are currently viewing Polícia Civil prende suspeitos por furto de computadores em faculdade de Corumbá
Até o momento os policiais recuperaram 10 dos 36 notebooks furtados

Corumbá (MS)- Na última quarta-feira (25), a Polícia Civil, por meio do Setor de Investigações Gerais da 1ª DP de Corumbá, recuperou 10 notebooks e realizou a condução de quatro suspeitos pra prestar esclarecimentos sobre os crimes de furto qualificado e receptação.

Após receberem informações e imagens de câmeras disponibilizadas pelo diretor de uma faculdade, localizada no centro da cidade, a equipe policial tomou conhecimento de que 36 notebooks teriam sido subtraídos de um armário móvel em uma das salas da instituição entre as prováveis datas de 26 de julho e 14 de agosto.

PUBLICIDADE

Durante as diligencias, foram conduzidos a Delegacia de Polícia quatros suspeitos com idades de 31, 25, 41 e 30 anos.

O indivíduo de 31 anos confessou ter subtraído os 36 notebooks,

 E relatou que teria encontrado através de um grupo de trocas e vendas no facebook, localizado o anuncio de um possível comprador para os equipamentos.

Assim, a equipe de investigação realizou pesquisas em fontes abertas de dados onde foi identificado o suspeito de 41 anos, para quem o autor teria vendido 35 notebooks, cada um pelo valor de R$ 500,00, recebendo a quantia de R$ 17.500,00.

Em seguida o suspeito de 41 confessou que teria repassado grande parte dos computadores para o suspeito de 30 anos, pelo valor de R$1.500,00, recebendo R$ 52.500,00 e que este venderia pelo valor de R$ 2.500,00 apurando R$ 87.500,00. Ele esclareceu então que o 36º notebook havia sido penhorado em uma loja.

Novas diligências foram realizadas em diversos pontos da cidade, incluindo regiões próximas à fronteira com a Bolívia, em estabelecimentos comerciais e residências, locais onde foram recuperados até o momento o total de 10 Notebooks.

As diligências com objetivo de recuperar os demais aparelhos e a identificação de outros participantes no crime de receptação continuam.