Em sete meses, Marcelo Iunes gasta mais de R$ 20 milhões com comissionados

You are currently viewing Em sete meses, Marcelo Iunes gasta mais de R$ 20 milhões com comissionados
Prefeito recorreu da decisão para tentar manter nomeações de cargos comissionados / Foto: Arquivo PMC
  • Post author:

Corumbá (MS)- 20.689.474,77 (vinte milhões, seiscentos e oitenta e nove mil, quatrocentos e setenta e quatro reais com setenta e sete centavos). Este foi o valor desembolsado pelo contribuinte corumbaense nos sete primeiros meses de 2021, para custear, em plena crise financeira, imposta pela pandemia do novo Coronavírus, os 530 servidores comissionados, nomeados pelo prefeito Marcelo Iunes na Prefeitura de Corumbá.

Os dados foram extraídos pela reportagem do Folha MS, no Portal da Transparência e podem ser consultados por qualquer cidadão diretamente no link do Portal.

PUBLICIDADE

O levantamento levou em consideração o gasto com salários apenas de servidores que ocupam cargo em comissão, nos meses de janeiro a julho de 2021.

Município mantém média de 530 servidores comissionados na gestão do prefeito Marcelo Iunes

Aumento de Gastos

A despeito do atual cenário de dificuldades que passa o cidadão comum, que teve por praticamente 18 meses, o acesso ao trabalho e vencimentos reduzidos, devido as medidas impostas pelas autoridades municipais aos comércios e regulação do funcionamento de empresas, as benesses concedidas ao seleto grupo de servidores comissionados, registraram um aumento de gastos.

PUBLICIDADE

Mesmo diante de uma severa crise mundial, o Prefeito de Corumbá Marcelo Iunes, aumentou o gasto com servidores comissionados em plena pandemia.

O levantamento levou em consideração a comparação feita com o mesmo período (janeiro a julho) de 2019, ano anterior a pandemia, quando o país ainda não havia sucumbido financeiramente diante do vírus que assolou o mundo.

Enquanto em 2019 (antes da crise da Covid-19) o contribuinte desembolsou R$ 17. 730.028,48 (Dezessete milhões, setecentos e trinta mil, vinte e oito reais com quarenta e oito centavos), para arcar com os salários dos selecionados pelo prefeito, em 2021 esse valor já é 17% maior ultrapassando a marca dos R$ 20 milhões de reais.

Somente no mês de julho foram gastos para pagamento de 533 servidores comissionados, R$ 3.053.748,03 (Três Milhões cinquenta e três mil, setecentos e quarenta e oito reais com três centavos).

Julho voltou a registrar gasto superior a R$ 3 milhões de reais com comissionados na Prefeitura de Corumbá

Maquina de Empregos

Desde que assumiu o comando da prefeitura de Corumbá em novembro de 2017, o atual prefeito Marcelo Iunes, vem recebendo críticas quanto ao número excessivo de nomeações em cargos de comissão.

O entusiasmo em empregar comissionados chamou a atenção do Ministério Público Estadual que abriu inquérito civil, para apurar supostas irregularidades na nomeação de pessoas que ocupam cargos comissionados na prefeitura de Corumbá, que estariam exercendo atribuições de chefia, direção e assessoramento, em desconformidade com o que estabelece a Constituição Federal.

A verdadeira máquina de empregos que se instalou na prefeitura rendeu ao chefe do executivo o recorde de nomeações registradas na história da cidade com 613 comissionados em abril de 2020. O custo para população somente com os nomeados de Iunes, chegou a superar a casa dos R$ 3 milhões de reais, em meio a uma crise e instabilidade financeira que se instalou sobre estados e municípios em todo Brasil.

Paço_municipal
Salários de comissionados geram custo superior a R$ 3 milhões de reais Foto: Arquivo

Na justiça

A incansável gana por abrigar os apadrinhados sob nomeação sem concurso na prefeitura de Corumbá, levou o prefeito Marcelo Iunes a desafiar a recomendação do Ministério Público Estadual e entrar na justiça para assegurar o “direito” de manter seus nomeados ao abrigo do paço municipal.

Na época, Iunes pretendia assegurar a criação de 41 cargos feitos em plena pandemia e reverter a decisão judicial que ordenou a exoneração e suspensão do ato que criou os cargos comissionados na prefeitura de Corumbá.

PUBLICIDADE