Vereador cobra informações sobre pedágio da ponte e maior responsabilidade social

  • Post author:
PUBLICIDADE

Em requerimento apresentado na noite de ontem, segunda-feira, 21, durante sessão ordinária da Câmara Municipal, o vereador Chicão Vianna cobrou informações da Concessionária Porto Morrinho Ltda., responsável pelo pedágio da ponte do Rio Paraguai. Durante palavra livre no plenário, destacou que a empresa demonstra maior preocupação em apenas arrecadar, deixando de fazer o social em prol da região onde está atuando.

No documento apresentado na sessão, o vereador solicitou à concessionária, o envio de um relatório ao Poder Legislativo corumbaense, contando o número de veículos que passaram pelo pedágio da ponte do Rio Paraguai, bem como o que foi arrecadado desde o início de 2020, até os dias atuais, em 2021.

PUBLICIDADE

“A ponte completa 20 anos e desde que a empresa passou a administrar o pedágio, não temos informações sobre o que arrecada nem de números de veículos que passam pelo local, muito menos no desenvolvimento de programas sociais voltados para a população em situação de vulnerabilidade social, ao contrário de outras empresas que estão aqui, e sempre presentes”, destacou.

Vereador Chicão Vianna durante palavra livre / Foto: Divulgação

Em seu requerimento, o vereador cobrou da empresa um relatório minucioso do número de veículos, por categoria, que passaram pelo pedágio em 2020 e 2021 (até agora), bem como o que foi arrecadado nesses período, e o que foi destinado para atender programas sociais na região.

“Todos deixam a sua parcela de contribuição, principalmente agora, durante essa pandemia da Covid – 19”, citou. Citou como exemplo a Vale, a Vetorial, entre outras que estão auxiliando o Município a passar por esta crise econômica. “Isso é importante. É preciso deixar pelo menos um pequeno percentual na cidade, ajudando a nossa Santa Casa, famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade”, reforçou.

Os demais vereadores presentes à sessão apoiaram Chicão. Roberto Façanha, presidente do Legislativo, por exemplo, lembrou que uma nova licitação se aproxima, e que é hora de cobrar maior responsabilidade social, fazendo com que a empresa vencedora, desenvolva programas na cidade, voltados para atender famílias em vulnerabilidade, ou mesmo instituições que necessitam, como a Santa Casa, e que é preciso envolver a bancada estadual na questão, para Corumbá ser melhor atendida nessa situação.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Deixe um comentário