Vereadora defende inclusão de grávidas sem comorbidades entre os grupos prioritários

You are currently viewing Vereadora defende inclusão de grávidas sem comorbidades entre os grupos prioritários
  • Post author:
PUBLICIDADE

Para tentar evitar mais óbitos pela Covid – 19, a vereadora Raquel Bryk está reivindicando junto à Prefeitura Municipal, a disponibilização de vacinas para imunizar todas as gestantes contra a doença na região pantaneira.

A solicitação foi feita em sessão ordinária da Câmara direto ao secretário de Saúde Rogério dos Santos Leite. Ela lembrou que muitas mulheres gestantes estão adoecendo e vindo até a óbito por conta da doença em todo o território nacional.

PUBLICIDADE

Sugeriu que, a título de desburocratização do processo vacinal, a utilização do teste de gravidez, a ultrassonografia ou a caderneta de gestante, como comprovação da gravidez, sem necessidade de atestado ou autorização médica, “pois a vacinação é uma medida de saúde pública que não depende de prescrição”.

Justificou o pedido lembrando que a Rede Feminista de Ginecologistas e Obstetras elenca 11 medidas urgentes e necessárias para redução das mortes maternas por Covid-19 no Brasil, sendo a 11ª, a vacinação de todas as gestantes contra Covid-19, como também ao fato de que há estudos de que, após imunizadas com vacinas contra a Covid-19, mulheres que amamentam produzem leite com anticorpos contra o novo coronavírus.

“Os números são alarmantes. No Brasil, conforme dados apresentados pelo Observatório Obstétrico Brasileiro Covid-19, ocorreram 1.269 mortes maternas. No Mato Grosso do Sul, foram 23 casos, um percentual de 8,7%, fatos que reforçam que a gravidez por si é um fator de risco para a Covid-19”, destacou.

Solicitação foi apresentada pela vereadora Raquel Bryk

Ao fazer o pedido, Raquel levou em consideração parecer favorável da Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia e da Sociedade Brasileira de Pediatria sobre a vacinação de gestantes; o pedido da Defensoria Pública, pelo Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres, ao governo do Estado para inclusão de vacinação de gestantes no Plano de Vacinação contra Covid-19 em todo o Mato Grosso do Sul; bem como ao fato de que Corumbá está atualmente classificado na bandeira cinza, de risco extremo de contaminação por Covid-19.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE