Decoração de Natal em presídio revolta agentes penitenciários

You are currently viewing Decoração de Natal em presídio revolta agentes penitenciários
Decoração natalina instalada em bloco da PED; Agepen justifica, mas servidores protestam (Foto: Reprodução)
  • Post author:

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) está às voltas com mais uma polêmica envolvendo a PED (Penitenciária Estadual de Dourados), a maior de Mato Grosso do Sul, com pelo menos 2.600 internos. Decoração natalina foi instalada no pavilhão 3B, motivo suficiente para surgirem críticas à atual direção do presídio.

PUBLICIDADE

Circula nesta segunda-feira (16) em grupos de WhatsApp um vídeo com imagens das luzes de Natal acesas. As imagens gravadas com celular do sistema de câmeras mostram a iluminação. A data em que o vídeo foi gravado não foi revelada.

Outro vídeo com as mesmas imagens foi montado até com som, como se os presos estivessem ouvindo música, mas o Campo Grande News apurou que o sistema de monitoramento não capta som, apenas imagens.

No grupo de WhatsApp formado por agentes penitenciários foram muitas as críticas feitas pelos servidores. “Parece que a PED tem até apelido, PED-UVA”, escreveu um agente. Vão botar a culpa em quem? Isso está queimando toda a categoria. Não adianta apenas a nomenclatura policial. Temos que ter a conduta de polícia”, afirmou outro.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

O servidor se referia ao projeto de lei aprovado e promulgado pelo Congresso Nacional transformando agentes penitenciários em policiais penais. Agora os estados estão adequando as leis estaduais para adotar a mudança.

Em nota encaminhada pela assessoria de imprensa, a direção da PED informou que as luzes integram uma ação do Serviço Social do presídio como parte do trabalho de humanização da pena. Estão instaladas no acesso dos raios dos trabalhadores, segundo a agência.

A Agepen não se manifestou sobre a gravação do vídeo a partir de imagens do sistema de monitoramento, mas a reportagem apurou que sindicância será instalada para investigar o caso e o autor da gravação pode ser punido.

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

Deixe um comentário