Voltada ao público masculino, palestra discute violência contra a mulher

Palestra contou com público masculino de servidores públicos da Prefeitura (Foto: Renê Marcio Carneiro/PMC)

A Prefeitura Municipal de Corumbá, por meio da Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos, promoveu nesta quarta-feira, 06 de dezembro, a palestra “Laço Branco – De homem para homem”. Ministrada pelo presidente da Subseção Corumbá da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Ajala Lins, a palestra integrou as ações da Campanha de Combate à Violência Contra a Mulher.

Para a secretária Especial de Cidadania e Direitos Humanos, Beatriz Cavassa de Oliveira, a iniciativa da manhã de hoje, que contou com público masculino de servidores públicos da Prefeitura permitiu que fosse “plantada uma semente para que se faça uma avaliação pessoal sobre o nosso comportamento , que consiga mudar o que precisa ser mudado e permanecer aquilo que deve ficar, para que haja convivência satisfatória e exista respeito entre homem e mulher no nosso município”, disse ao final da palestra.

O evento também marcou a passagem do Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, que é celebrado anualmente em 06 de dezembro. A data foi instituída no Brasil, pela Lei nº 11.489/2007. Remete a um evento ocorrido em 1989, em Montreal, no Canadá, quando Marc Lepine, de 25 anos, invadiu uma sala de aula da Escola Politécnica. Ordenou que os homens se retirassem e começou a atirar, assassinando 14 mulheres.  O rapaz suicidou-se em seguida. Marc deixou uma carta justificando o ato: não suportava a ideia de ver mulheres estudando engenharia, um curso tradicionalmente masculino.

O crime mobilizou a opinião pública do país, promoveu um debate sobre desigualdades entre homens e mulheres e motivou um grupo de homens canadenses a criar a Campanha do Laço Branco (White Ribbon Campaign).  O movimento cresceu e hoje tem a missão de promover a igualdade de gênero, relacionamentos saudáveis e uma nova visão da masculinidade. O laço branco foi adotado como símbolo e lema de jamais cometer um ato violento contra as mulheres e de não fechar os olhos frente a essa violência.

As atividades dos “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”.  ocorrem em Corumbá desde o dia 25 de novembro e estão previstas para serem encerradas no dia 11 de dezembro. A programação prevê para a quinta-feira, dia 07, palestra com o médico Wilson Baruki, às 18h40, no auditório Santa Teresa. No dia 11 de dezembro, a campanha dos 16 Dias de Ativismo será concluída com encontro OAB – Comissão dos Direitos Humanos – SECIDH no auditório da OAB de Corumbá, às 09 horas.

A campanha “16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher” ocorre em 154 países. Os movimentos feministas e de mulheres escolheram o período compreendido entre os dias 25 de novembro e 10 de dezembro, como marco da campanha, justamente devido às quatro datas significativas na luta pela erradicação da violência contra as mulheres e garantia dos direitos humanos, inseridas nestes 16 dias. Com informações do site SPM.gov.br

Relacionadas

Comentários

%d blogueiros gostam disto: