Projeto Vivências em Cidadania leva mutirão de limpeza na Prainha do Porto Geral de Corumbá

Lixos foram colocados em sacos plásticos pelos acadêmicos – Fotos: Leonardo Cabral

A Prainha do Porto Geral, localizada às margens do rio Paraguai, recebeu na manhã desta sexta-feira, 13 de outubro, um mutirão de limpeza. A ação faz parte do projeto Vivências em Cidadania, idealizado pelas Universidade Católica Dom Bosco e Salesiana de Santa Teresa.

Ao todo, aproximadamente 30 acadêmicos de diversos cursos das instituições de nível superior se reuniram em Corumbá, onde desde do dia 06 de outubro, percorrem diversas áreas da cidade, levando cidadania, orientações e prevenção à famílias da região, como em assentamentos rurais.

O mutirão de limpeza faz parte do encerramento do projeto, como explica o professor Thiago Godoy. De acordo com ele, os próprios estudantes perceberam a necessidade da ação, que além de recolher entulhos, coloca em prática a preocupação com o meio ambiente e também leva aos usuários da região, orientações de preservação do meio em que vivem.

Professor acompanhou os alunos durante a ação em Corumbá

“O projeto vem de longa data, mas essas atividades de cunho voltados a cidadania e que leva propostas para a realidade da comunidade, são importantes não só para quem recebe, mas também pra o próprio aluno, que coloca em prática todos os seus ensinamentos adquiridos no decorrer do curso escolhido para se tornar um profissional. Desta vez fizemos o mutirão de limpeza e percebemos que o local vem sendo utilizado para acumular muito lixo. Mas isso parte da conscientização de quem propícia essa ação, que em sua maioria, são os próprios moradores”, fala Thiago.

Entre os entulhos foram retirados do rio Paraguai e sua margem, pneus, garrafas PET, latas de alumínio, sacolas plásticas, pedaços de madeira e até mesmo um jacaré morto, encontrado pelos integrantes do projeto.

Para o acadêmico do curso de jornalismo da Universidade Católica Dom Bosco, Raylson Chaves, além de levar cidadania, a troca de experiência com outros estudantes de cursos diferentes também é de extrema importância.

Estudante de jornalismo disse que a troca de experiência é importante

“É a primeira vez que participo do projeto e estou gostando bastante. Com isso, temos a possibilidade de sair da área cientifica da sala de aula e vivenciar a prática junto com a comunidade. A troca de experiência nos faz crescer cada vez mais e ajuda também a levar cidadania a pessoas que realmente necessitam de orientações ou de ações como essas, que seria a limpeza do Porto de Corumbá, onde muitas das vezes, o próprio morador é responsável por descartar lixo nesse santuário ecológico”, menciona Raylson.

No projeto participaram 07 cursos de Campo de Grande- Universidade Católica Dom Bosco e 04 de Corumbá- Salesiana de Santa Teresa. Na tarde de hoje também haverá um ato simbólico, por meio do plantio de uma muda de árvore, que remete a germinação do projeto na região, com a intensão de sempre trazer estudantes para essa troca de experiências.

Relacionadas

Comentários