Canoagem e judô dão adeus, natação estreia, e Brasil conquista 17 medalhas

Destaque para o canoísta Isaquias no C1 200m, o ginasta Arthur Zanetti nas argolas, os judocas David Moura e Luciano Correa, o nadador Léo de Deus e o 4x100m livre

No dia da despedida do judô e da canoagem e na estreia da natação, o Brasil brilhou. Ao todo, foram 17 medalhas, sendo seis de ouro, com muitos feitos interessantes. O canoísta Isaquias Queiros subiu ao topo do pódio pela segunda vez em Toronto, agora no C1 200m. O ginasta Arthur Zanetti conquistou a tríplice coroa (Olimpíadas, Mundial e Pan) com uma bela performance nas argolas. Os judocas David Moura e Luciano Correa se destacaram e terminaram em primeiro em suas categorias de peso. O nadador Léo de Deus bateu recorde, se tornou bi e foi ao lugar mais alto do pódio também. Ainda nas piscinas, o Brasil foi o melhor no revezamento 4x100m livre.

DESPEDIDA DO JUDÔ TEM DOIS OUROS

David Moura judô Pan-Americano (Foto: Matt Detrich/Reuters)
“The Flash”, David Moura roubou a cena no pesado judô e garantiu mais um ouro para o judô (Foto: Matt Detrich/Reuters)

O último dia de disputas do judô no Jogos Pan-Americanos de Toronto teve mais duas medalhas de ouro para o Brasil. O primeiro, com o bicampeonato de Luciano Corrêa, de 32 anos, na categoria meio-pesado (100kg); o segundo, com um ippon-relâmpago incrível na final de David Moura, substituto do cortado Rafael Silva no pesado (+100kg). O golpe aplicado por David contra o equatoriano Freddy Figueroa foi tão rápido, em 13 segundos de luta, que o site oficial da competição demorou cerca de 15 minutos para atualizar a vitória – o que normalmente é feito em tempo real.

Campeão mundial do meio-pesado (78kg) Mayra Aguiar levou o troco da arquirrival Kayla Harrison e teve que se contentar com a prata. O Brasil ainda conquistou a medalha de bronze com a pesado Maria Suelen Altheman.

CANOAGEM BRILHA COM TRÊS MEDALHAS

Isaquias Queiroz ganha segundo ouro no Pan de Toronto (Foto: Aaron Lynett/The Canadian Press via AP)
Isaquias Queiroz ganha faturou mais um ouro no Pan de Toronto (Foto: Aaron Lynett/The Canadian Press via AP)

O dia foi recheado de medalhas na canoagem. Com brasileiros em seis provas, foram quatro pódios. O bicampeão mundial Isaquias Queiroz foi ouro no C1 200m, prova que não é sua especialidade. Valdenice Conceição conseguiu uma terceira colocação na categoria C1 200m e entrou para a história como a primeira brasileira de canoa a conseguir uma medalha. No K2 200m, Edson Isaias e Hans Mallmann foram bronze, dividido com o Canadá. Edson, por sua vez, conseguiu também uma prata no K1 200m.

ZANETTI SOBERANO NAS ARGOLAS

 arthur zanetti e Marcos Goto Pan-Americano (Foto: Ricardo Bufolini/CBG)
Parceria dourada brilha novamente: Arthur Zanetti e o técnico Marcos Goto celebram em Toronto (Foto: Ricardo Bufolini/CBG)

Campeão olímpico e mundial nas argolas, o ginasta Arthur Zanetti fez sua série com maestria e comemorou seu ouro nos Jogos Pan-Americanos com a nota 15.725 na final do aparelho. O triunfo o faz ampliar ainda mais seu domínio e o manteve entre os melhores do mundo. Ele deixou o americano Donnel Whitenburg (15.525) com a prata, e o cubano Manrique Larduet (15.450) com o bronze.

RECORDES, CONQUISTAS E 19ª MEDALHA DO MR.PAN

Joao De Lucca , Nicolas Oliveira , Thiago Pereira e Bruno Fratus avançam no 4x100m livre (Foto: Rob Schumacher-USA TODAY Sports)
De Lucca, Nicolas Oliveira, Thiago Pereira e Fratus integram o vitorioso time do revezamento 4x100m livre na natação (Foto: Rob Schumacher-USA TODAY Sports)

O Brasil teve um ótima dia também na natação, confirmando o favoritismo na prova do revezamento 4x100m livre. Com tempo de 3m13s66, João de Lucca, Bruno Fratus, Matheus Santa e Marcelo Chierighini conquistaram o ouro e estabeleceram o novo recorde pan-americano da categoria. A medalha de prata ficou com o quarteto canadense, e o bronze com os Estados Unidos.

Mesmo sem cair na piscina na decisão, Thiago Pereira participou da semi e levará mais uma medalha, a 19ª em Pans. Assim, segue na disputa para se tornar o maior medalhista da história da competição. O recorde é do cubano Eric López, que possui 22 medalhas (18 de ouro, três de prata e uma de bronze).

Nos 200m, Léo de Deus foi bicampeão do Pan e, com a marca de 1m55s01, estabeleceu o recorde pan-americano. Marcelo Chierighini conseguiu um bronze nos 100m livre. No feminino, Joanna Maranhão ficou com o bronze nos 200m livre. No revezamento 4x100m feminino, o Brasil também terminou em terceiro, com a equipe composta pelas atletas Etiene Medeiros, Daynara de Paula, Graciele Herrmann e Larissa Martins.

BRONZE NO POLO E SEIS GOLS DE CHIAPPINI

Bronze Polo Aquatico feminino Brasil Pan-Americano (Foto: Jonne Roriz/Exemplus/COB)
As meninas da seleção de polo aquático fazem a festa após levarem o bronze (Foto: Jonne Roriz/Exemplus/COB)

Com seis gols de Izabella Chiappini, o Brasil venceu Cuba por 9 a 3 na disputa do bronze e garantiu seu lugar no pódio no polo aquático feminino. Helene Badocco marcou dois, e Gabriela Mantellato, um, completando o placar. Essa é a 4ª medalha do país no feminino nesse esporte. Em 2011, 2003 e 1999, as brasileiras também terminaram em terceiro lugar.

LEVANTAMENTO DE PESO TEM TERCEIRO LUGAR

Jaqueline Ferreira  levantamento de peso Pan-Americano (Foto: Washington Alves/Exemplus/COB)
Jaqueline Ferreira também fez bonito no Pan de Toronto (Foto: Washington Alves/Exemplus/COB)

Se até os Jogos Pan-Americanos de Toronto nenhuma brasileira havia conquistado uma medalha no levantamento de peso feminino, em dois dias o Brasil quebrou o jejum em dose dupla e colocou duas representantes no pódio canadense. Depois da estreante Bruna Piloto levar o bronze na prova para mulheres com menos de 63 quilos, nesta terça-feira foi a vez de Jaqueline Ferreira repetir o feito na categoria até 75kg. A brasileira levantou 230kg. O ouro ficou com a colombiana Ubaldina Valoyes e a prata com Fernanda Valdés, do Chile. Elas levantaram um total de 247kg e 231kg, respectivamente.

BRONZE NO BADMINTON

Nas duplas mistas, o Brasil foi representado por Alex Tjong e Lohaynny Vicente nesta terça-feira. E eles levaram a melhor contra NG Toby e Alex Bruce, do Canadá, por 2 a 0. Assim, ficaram com a medalha de bronze na competição.

Relacionadas

Comentários

%d blogueiros gostam disto: