Arte sul-mato-grossense movimenta R$ 120 mil na Feira Nacional Artesanato

Feira aconteceu entre os dias 2 e 12 de julho e contou com peças produzidas, em grande parte, com matérias primas presentes em nosso Estado / Foto: Júlia Campos
Feira aconteceu entre os dias 2 e 12 de julho e contou com peças produzidas, em grande parte, com matérias primas presentes em nosso Estado / Foto: Júlia Campos

Ao longo de onze dias de exposição e encantamento do público, a comercialização de peças sul-mato-grossenses na Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Feneart) rendeu R$ 120 mil aos artistas que representaram o Estado no evento, considerado o maior da América Latina.

A responsabilidade pelo estande e o transporte da arte produzida por 112 artesãos locais para Olinda, Pernambuco, foi da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, que trabalha para ampliar o reconhecimento das belezas artesanais do Estado e a ampliação de renda.

A Feira aconteceu entre os dias 2 e 12 de julho e contou com peças produzidas, em grande parte, com matérias primas presentes em nosso Estado e que manifestam a criatividade e a identidade cultural do povo sul-mato-grossense.

Os recursos naturais abundantes foram traduzidos em peças de madeira e fibras vegetais que se transformam em abajures, bandejas, luminárias, fruteiras, cestos, além de trabalhos em cerâmica como utensílios domésticos e esculturas cujas imagens marcam fortemente a nossa identidade numa linguagem diferenciada e surpreendente.

Também estiveram presentes na Feneart elementos que fazem parte de um cenário mais regional, como o pilão, gamelas, cabaça, bancos, carro de boi e trabalhos em couro, perpetuados pelas mãos hábeis de grandes artesãos do Estado e apreciados por pessoas de todas as partes do mundo que visitam esse tipo de evento.

Foto: Júlia Campos
Foto: Júlia Campos

A Fundação de Cultura viabiliza e incentiva a participação do nosso artesanato em feiras nacionais e internacionais. As peças selecionadas seguem alguns critérios: regionalidade, agregado valor cultural, matéria-prima e técnica de produção. Trazem à tona temas referentes ao Pantanal, às populações indígenas, tradições e demais referências culturais.

Serviço: Mais informações sobre o incentivo ao artesanato sul-mato-grossense podem ser obtidas com a Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais, pelo telefone 3316-9107.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: