Programa quer reduzir mortes de animais nas BRs 262 e 419 em Mato Grosso do Sul

Você está visualizando atualmente Programa quer reduzir mortes de animais nas BRs 262 e 419 em Mato Grosso do Sul
Trecho observa uma das maiores taxas de atropelamento de animais do país
  • Autor do post:
  • Post publicado:12 de junho de 2024

Com o objetivo de garantir a segurança da fauna silvestre nas rodovias BR-262 e BR-419 em Mato Grosso do Sul, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT-MS) contratou a empresa Viafauna Estudos Ambientais Ltda. Por meio de um programa abrangente, serão identificados os pontos de maior risco de atropelamento de animais e implementadas medidas eficazes para reduzir acidentes.

O investimento total no programa é de R$ 296.646 mil e sua duração será de 17 meses, com início em 21 de maio de 2024 e término em 12 de outubro de 2025. A iniciativa abrangerá um total de 105 quilômetros de rodovias, divididos em dois trechos:

BR-419: No trecho entre Rio Verde de Mato Grosso e o entroncamento com a BR-060, incluindo o subtrecho da BR-163/MS-080, com extensão de 52,5 quilômetros.

Publicidade

99

BR-262: No segmento entre Campo Grande e Anastácio, na divisa com o estado de São Paulo e na fronteira com a Bolívia, incluindo os entroncamentos da BR-060 e da BR-419, sentido para Aquidauana, com extensão de 52,5 quilômetros.

Ações do programa:

  • Monitoramento de atropelamentos: A Viafauna realizará um estudo detalhado dos pontos de maior incidência de atropelamentos de animais silvestres ao longo das rodovias.
  • Monitoramento de passagens de fauna: Serão identificadas as áreas utilizadas pelos animais para travessia das rodovias, permitindo a implementação de medidas específicas para garantir sua segurança.
  • Plano de mitigação de acidentes: Com base nos dados coletados nos monitoramentos, a Viafauna elaborará um plano de mitigação de acidentes, incluindo a instalação de sinalização adequada, cercas e outros dispositivos que reduzam o risco de atropelamentos.