Bolsistas do Governo de MS são convocados para representar o Brasil em competição de judô na Geórgia

Você está visualizando atualmente Bolsistas do Governo de MS são convocados para representar o Brasil em competição de judô na Geórgia
  • Autor do post:
  • Post publicado:16 de maio de 2024

Dois sul-mato-grossenses contemplados pelo Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado coordenado pela Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul) e Setesc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura), foram convocados para representar o Brasil no Grand Prix de Judô, em Tbilisi, na Geórgia. 

A competição acontecerá nos dias 18 e 19 de maio e é uma oportunidade única para os atletas que se destacaram nas categorias de base e agora buscam visibilidade internacional. Os bolsistas são Hellen Cordeiro Machado e Gabriel Rodrigues, do judô paralímpico. No Grand Prix, os competidores serão testados em suas categorias de peso.

hellen
A judoca paralímpica, Hellen Cordeiro ocupa o primeiro lugar no ranking nacional de sua categoria.

Hellen Cordeiro Machado, de 20 anos, estudante de licenciatura em Educação Física e atleta paralímpica, recebe bolsa do Governo de MS e pratica judô há seis anos. Ela nasceu em Fátima do Sul, mas mora em Campo Grande há mais de 12 anos. A judoca relata que participar do campeonato internacional é dar resultados para o esporte de Mato Grosso do Sul. Atualmente, Hellen ocupa o primeiro lugar no ranking nacional de sua categoria.

“Eu fui uma das convocadas e isso aconteceu porque nós estamos fazendo um  trabalho de formiguinha, na verdade, junto com a Sensei Thalita. Estamos treinando de pouquinho em pouquinho e as coisas vão acontecendo. O próximo passo é focar para o Grand Prix do final do ano em Los Angeles e para as competições que talvez possam surgir. Então, é focar bem, continuar treinando e, se Deus quiser, vai dar tudo certo”, frisa Hellen Cordeiro.

Gabriel Rodrigues, de 16 anos, é estudante do ensino médio e pratica judô há sete anos. O campo-grandense ressalta que o auxílio oferecido pelo Governo do Estado o ajuda no transporte, academia e suplementação para se tornar um atleta cada vez melhor. 

gabriel
Gabriel Rodrigues, judoca representante do Instituto Sul-Mato-Grossense para Cegos “Florivaldo Vargas”.

“Estar aqui com a seleção adulta, é uma oportunidade muito boa para mim. Pensando assim, no próximo ciclo de 2028, eu penso em  focar no próximo ciclo de 2028. Pegar experiência com a galera que tem ranking, que está competindo há bastante tempo. Trocar experiências mesmo, com a galera mais experiente. Tô muito feliz de estar aqui, bem nervoso também. Mas acho bem legal “, enfatiza o judoca.

Para a técnica Anne Thalita Silva, que acompanha Hellen e Gabriel há cinco anos, a competição é uma grande oportunidade para que os atletas possam sonhar com o próximo ciclo olímpico, pensando na classificação para a Paralimpíada de Los Angeles, em 2028.

“É um evento muito forte, pois todos os atletas que estão brigando por vaga estão aqui. Eles foram escolhidos porque vem se destacando na base e o pessoal já vem olhando eles para o próximo ciclo”, destaca a treinadora.  

Ao todo, 18 atletas foram convocados para representar o Brasil no Grand Prix de Judô, na Geórgia. Este será o último torneio qualificatório aos Jogos Paralímpicos de Paris 2024. Assim como as demais competições da Federação Internacional de Esportes para Cegos (IBSA, do inglês), realizadas no último ano antes dos Jogos, a disputa valerá o dobro de pontos para o ranking mundial, na comparação com as competições anteriores.

Hellen e Gabriel, que representam o Ismac (Instituto Sul-Mato-Grossense para Cegos “Florivaldo Vargas”), não têm mais chances de classificação a Paris-2024, mas foram convocados pela CBDV (Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais) já em preparação para as próximas competições internacionais e para o ciclo olímpico de Los Angeles-2028.

Participe da lista VIP do WhatsApp do  FOLHA MS e receba as principais notícias no seu celular