Sepultada menina que foi agredida, abusada e queimada pelo ex-padrasto em MS

Você está visualizando atualmente Sepultada menina que foi agredida, abusada e queimada pelo ex-padrasto em MS
  • Autor do post:
  • Post publicado:12 de fevereiro de 2024

Menina de 11 anos agredida, abusada e queimada pelo ex-padrasto, em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande, morreu neste sábado, na Santa Casa da Capital, após um mês internada. 

A informação sobre a morte foi confirmada por um familiar da menina e, segundo o site local O Pantaneiro, o sepultamento foi realizado neste domingo (11), em Aquidauana.

Ela e a irmã de 3 anos estavam em casa, dormindo, quando o ex-padrasto, Lucas Cáceres Kempener, de 24 anos, foi ao local enquanto a mãe trabalhava, as agrediu e incendiou o imóvel. O homem foi preso após fugir de uma abordagem policial em Nioaque, mas foi solto na época por falta de provas.

Na data do crime, vizinhos viram o homem saindo da casa em uma moto sem prestar socorro. Ele morreu em troca de tiros com a polícia, em 24 de janeiro, após reagir a uma abordagem.

As vítimas foram transferidas de Sidrolândia para a Santa Casa de Campo Grande com traumatismo craniano e 70% do corpo queimado.

A menina de 11 anos precisou ter um dos braços, parte da perna direita e dedos da mão esquerda amputados. Ela sofreu um corte profundo na cabeça.

Participe da lista VIP do WhatsApp do  FOLHA MS e receba as principais notícias no seu celular