Laudo confirma que universitária morreu por exaustão térmica em show de Taylor Swift

Você está visualizando atualmente Laudo confirma que universitária morreu por exaustão térmica em show de Taylor Swift
  • Autor do post:
  • Post publicado:27 de dezembro de 2023

O laudo necroscópico divulgado nesta quarta-feira (27) confirmou que a universitária Ana Clara Benevides Machado, de 23 anos, morreu por exaustão térmica, causada pelo calor excessivo no show da cantora Taylor Swift, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, no dia 17 de novembro. A temperatura no local chegou a mais de 40ºC.

Ana Clara teve uma parada cardiorrespiratória durante o show sendo socorrida, mas não resistiu e faleceu no hospital.

Segundo o laudo, a jovem sofreu de hemorragia alveolar, a qual é o rompimento dos vasos sanguíneos que irrigam os pulmões, e congestão poli visceral, uma paralisação de diversos órgãos por exposição difusa ao calor.

Na época dos fatos, o país enfrentava uma onda de calor extremo que elevou a temperatura, diminuindo a umidade relativa do ar e consequentemente aumento significativo na sensação térmica.

O documento apontou que Ana Clara estava em estado de exaustão térmica, condição que ocorre quando o corpo não consegue regular a sua temperatura. Isso pode levar a um quadro de choque cardiovascular e comprometimento pulmonar, que podem ser fatais.

A morte da jovem causou comoção entre os fãs da cantora Taylor Swift, que prestaram homenagens nas redes sociais.

Andamento da investigação

O inquérito policial corre na 24ª Delegacia de Polícia no Rio de Janeiro. Agora, com o resultado do laudo, representantes da T4F – Time For Fun, organizadora do show, devem ser intimados a depor.

“Foram feitos quatro exames além desse laudo complementar”, informou a delegada Juliana Almeida, segundo o G1.