Calor insuportável em MS: termômetros podem marcar 45°C nos próximos dias

Você está visualizando atualmente Calor insuportável em MS: termômetros podem marcar 45°C nos próximos dias
  • Autor do post:
  • Post publicado:11 de novembro de 2023

Sombra e água fresca. Ditado que outrora foi sinônimo de despreocupação, agora vai além e trata de zelo e proteção consigo mesmo. A mudança tem como motivo outra mudança: a climática. As ondas de calor insuportável pedem cuidados extras a serem adotados daqui em diante para aqueles que vão se expor ao sol e forte calor, e até mesmo ao vão permanecer em casa ou no escritório.

Em Mato Grosso do Sul a previsão é que os próximos dias e a semana que vem tenham termômetros ultrapassando os 40°C, com a máxima podendo chegar aos 45°C, segundo o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), órgão vinculado à Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação) e ao Governo do Estado.

Calor Insuportável

A situação coloca a todos em alerta diante dos riscos ao corpo e não passa despercebida pela iniciativa pública. Cuidados básicos que a maioria já conhece devem ser tomados, como evitar o sol entre 10h e 16h, se hidratar bastante e optar por ambientes e roupas mais leves.

Publicidade

99 calor insuportável

“Uma estratégia recomendada para enfrentar esse forte calor é, por exemplo, ao invés de beber grandes quantidades de água de uma só vez, como muitos fazem, se deve dividir essa hidratação e ir bebendo água ao longo do dia”, orienta o coordenador de Vigilância em Saúde Ambiental e Toxicológica de Mato Grosso do Sul, Karyston Machado da Costa.

Pessoas obesas, crianças, idosos, mulheres, diabéticos, cardíacos e pacientes renais estão no grupo mais sensível aos efeitos do forte calor. A recomendação é que todas as pessoas fiquem atentas aos sinais de superaquecimento corpóreo, como tonturas, náuseas, pulso rápido e pele quente e seca. Atendimento médico deve ser procurado caso exista esses sintomas.

“Pesquisadores brasileiros e australianos realizaram um estudo para descobrir o impacto do calor em pacientes renais, e nesse trabalho eles descobriram que as altas temperaturas respondem por 7% das internações do SUS (Sistema Único de Saúde)”, revela o coordenador.

Calor insuportável em Campo Grande Foto Saul Schramm
Foto: Saul Schramm

Ventilação em casa, atenção na rua

Além do uso de roupas leves e de cores claras que auxiliam na evaporação do suor, principal maneira de o corpo se resfriar, o coordenador-adjunto da Defesa Civil de Mato Grosso do Sul, coronel Artemison Barros, indica o uso de produtos e acessórios.

“Outra dica é o uso de protetor solar, porque não é só a temperatura elevada que causa danos, mas a exposição também. E para quem trabalha no sol, é importante usar boné ou chapéu. E para todos o banho deve ser frio”, recomenda o militar do Estado.

Barros ainda destaca que é importante que não se pratique atividades físicas nos horários mais críticos, das 10h às 14h. Quando as crianças e idosos, a desidratação destes é mais rápida e muitas vezes imperceptível.

“Não deixar crianças e idosos dentro de veículos estacionados, e quando estiverem em casa precisam de vigilância constante”, frisa, completando.

“Dentro de casa deve ser mantida ventilação, com janelas abertas, ventilador e ar-condicionado para quem tem essas possibilidades. E para quem não tem cortinas, dá para colocar um pano e evitar a incidência direta do sol nas janelas e portas”, sugere.

cachorro calor insuportável

Recreação e pets

Com a proximidade do fim de semana e de outro feriado, na próxima quarta-feira (15), a cautela em rios, lagos e clubes também é observada pelo representante da Defesa Civil.

“Em balneários, locais de água corrente, é necessário ter cautela, não pular de ponta nesses locais. Em piscinas é sempre importante vigiar as crianças”.

Para quem tem animais de estimação, os cuidados a serem tomados são semelhantes aos dos humanos.

“Os pets precisam de cuidados semelhantes aos nossos, sombra, ventilação e muita água disponível”, conclui o coordenador-adjunto da Defesa Civil do Estado.

Previsão do fim de semana

Já neste sábado (11) o Cemtec aponta para mínima de 27°C e máxima de 38°C em Campo Grande. Em Dourados os termômetros variam entre 25°C e 40°C. Na região Leste a variação deve ser de 25°C a 41ºC. Em Ponta Porã os valores ficam entre 26°C e 38°C.

No Norte, Coxim e Camapuã têm 25°C logo cedo e alcançam os 40°C e 39°C, respectivamente, ao longo do dia. No Bolsão, Três Lagoas registra 24°C pela manhã e 40°C de tarde, enquanto Paranaíba tem mínima de 21°C e máxima de 38°C.

Em Corumbá, na região pantaneira, a mínima será de 28°C e máxima de 40°C. Em Aquidauana os termômetros terão variação entre 27°C e 40°C. No Sudoeste, Porto Murtinho registra a temperatura mais alta do dia em meio a esta onda de calor, amanhecendo com 30°C e podendo atingir no período mais quente a máxima de 42°C.

Para o domingo (12), predomina a baixa umidade relativa do ar, indo de 10% a 20%. As temperaturas em Campo Grande vão de 27°C a 38°C, enquanto que em Dourados vão de 25°C a 40°C. Na região Sul, Ponta Porã e Iguatemi tem mínimas de 26°C, com máximas de 39°C e 40°C, respectivamente. Anaurilândia apresenta variação entre 27°C e 41°C.

No Bolsão, Paranaíba tem 23°C pela manhã e 39°C no período da tarde, enquanto Três Lagoas tem mínima de 26°C e máxima de 40°C. Em Coxim e Camapuã os valores ficam entre 25°C e 40°. Corumbá deve ficar nos 29°C inicialmente e atingir os 40°C. Já Aquidauana tem termômetros entre 28°C e 41°C. Porto Murtinho deve ser o município responsável por registrar a maior temperatura do dia, com valores que começam nos 30°C e devem marcar até 43°C.