Com espécies raras, observação de aves em MS ganha destaque e espaço mundial

Você está visualizando atualmente Com espécies raras, observação de aves em MS ganha destaque e espaço mundial

A cada ano a observação de aves em Mato Grosso do Sul ganha força e destaque, inclusive com espécies raras que são encontradas somente no Estado, como é o caso de aves como o rapazinho-do-chaco e tiriba-fogo.

No sábado (13), durante o Global Big Day, 26 equipes de observadores envolvendo aproximadamente 300 pessoas em todo o Estado, foram registadas 353 espécies de aves em um período de 24 horas – o que presenta 52% das espécies encontradas nos 79 municípios.

O Mato Grosso do Sul ficou com seis dos dez primeiros hotspots do Brasil, ou seja, os melhores pontos para observação nacional, incluindo a Fazenda Aguapé em primeiro lugar com 220 espécies, além do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema e o Refúgio Ecológico Caiman.

“Todas as cidades do Estado são bem especiais, diversas e com muitas espécies de aves. Campo Grande é a capital do turismo de observação de aves, reconhecida por lei. E existem espécies que são encontradas somente aqui, são aves pequenas e muito atrativas”, afirmou Simone Mamede, diretora do Instituto Mamede de Pesquisa Ambiental e Ecoturismo, uma das organizadoras do evento realizado em parceria com a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul.

observacao aves ms2
Pica-pau-de-barriga-preta (Foto: Simone Mendes)

A observação de aves contribui para os dados relativos ao percurso das aves migratórias, agregando dados científicos, além de promover a preservação ambiental e novos destinos turísticos para a prática.

“Isso demonstra que a cultura da observação de aves se enraíza no MS. A cada edição do Big Day são agregados novos adeptos dessa prática de observação e contemplação da biodiversidade e de valorização a vida”, disse Simone.

A ornitóloga Maristela Benites explicou que das 7.64 espécies registradas em 24 horas, 38% delas, ou seja, 2,9 mil foram da América do Sul. “Percebam a grandeza da América do Sul em termos de biodiversidade. São poucas listas, 23.363 em comparação com outros países, como os EUA que tem 74.663”.

observacao aves ms3
Grupo de observadores de aves no Pantanal, durante o Big Day realizado no fim de semana (Foto: Simone Mamede)

Observação de aves

A observação de aves (birdwatching) já atrai milhares de brasileiros e estrangeiros para observar espécies raras com binóculo e, quando possível, fotografá-las. São mais de 1,9 mil espécies de aves catalogadas no Brasil e em Mato Grosso do Sul é possível observar aproximadamente 650 delas vivendo livremente em ambientes rurais e urbanos. São vários os locais para a prática da atividade, como o Pantanal, Parque Nacional da Serra da Bodoquena, além de parques estaduais, região turística Rota Norte e Campo Grande.

Participe da lista VIP do WhatsApp do  FOLHA MS e receba as principais notícias no seu celular