Defesa Civil de MS está em alerta devido alta dos rios no sudoeste do Estado

Você está visualizando atualmente Defesa Civil de MS está em alerta devido alta dos rios no sudoeste do Estado
  • Autor do post:
  • Post publicado:3 de março de 2023

A Cedec (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil) de Mato Grosso do Sul se mantém em alerta diante da continuidade das fortes chuvas na região sudoeste do Estado. Uma das situações que mais preocupa agora está relacionada à subida do rio Apa, que passa por vários municípios localizados na fronteira com o Paraguai.

De acordo com o meteorologista do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), Vinicius Sperling, entra quarta (1) e quinta-feira (2), foram registrados 140 mm de chuva em Bela Vista – onde o excesso de chuvas fez a aferição dos últimos 30 dias chegar aos 385 mm, e a dos últimos 60 marcar 678 mm acumulados.

Também houve registro de chuvas consideráveis em Antônio João, município que assim como Bela Vista também está o curso do rio Apa. “Provavelmente o nível do rio Apa suba ainda mais. A previsão indica continuidade das chuvas na região”, diz Sperling.

Além disso, a subida do rios Miranda e Paraguai seguem no radar e, diante de tal situação, a Defesa Civil estadual continua mobilizada para atender os municípios da região sudoeste sempre que solicitado o apoio da coordenadoria.

Uma equipe já se encontra em Porto Murtinho, que margeia o rio Paraguai, enquanto outra está em Jardim, onde passa o rio Miranda. Uma terceira equipe saiu ontem para Bela Vista, havendo ainda a possibilidade de que uma quarta frente se desloque para Antônio João – para isso, é preciso que o município solicite o apoio.

Por ora, das cidades citadas, apenas Porto Murtinho e Antônio João já decretaram em Diário Oficial municipal decretos de situação de emergência. O apoio oferecido pela Defesa Civil envolve vistoria presencial dos locais afetados, primeiro caminho para que se subsidie tecnicamente um pedido de auxílio maior.

Monitoramento

Conforme o monitoramento realizado pelo Imasul (Instituto de Meio Ambiente de mato Grosso do Sul) sobre o nível dos rios, em especial na região sudoeste, até ontem apenas um ponto permanecia sob status de emergência: o do rio Miranda na Estrada MT-738, próximo à Bonito. Ali, a marca era de 8,06 metros.

Mesmo que 1,56 metros acima do considerado estágio de alerta, o número é praticamente 1,60 metros menor do que o verificado até quarta, quando chegou aos 9,63 metros. Já o rio Paraguai, em Porto Murtinho, está 2 metros aquém do nível emergencial

Contudo, mais adiante, ainda no território do município e próximo de vilas e população originária, a perspectiva é que haja súbito aumento do nível, afinal, é uma área específica que recebe às águas dos rios Apa e Amonguija.

Participe da lista VIP do WhatsApp do  FOLHA MS e receba as principais notícias no seu celular