Vídeo: pai se revolta contra bloqueio em MT que impedia filho de fazer cirurgia para não ficar cego

Você está visualizando atualmente Vídeo: pai se revolta contra bloqueio em MT que impedia filho de fazer cirurgia para não ficar cego
Golpistas impedem passagem de ambulância com criança que corria risco de ficar cega, em MT Foto: Reprodução
  • Autor do post:
  • Post publicado:23 de novembro de 2022

Um vídeo mostra a aflição de um pai que tentava passar por um ponto bloqueado por manifestantes golpistas, na BR-163, em Sorriso (MT), na noite desta segunda-feira, para levar um menino de nove anos para uma cirurgia oftalmológica, em Cuiabá. Um dos envolvidos nos protestos contra o resultado das eleições presidenciais chegou a dizer para o pai seguir a pé e que não se importava se o filho dele ficasse cego.

Eder Rodrigues Boa Sorte é morador de Sorriso e conseguiu a cirurgia para o filho após uma batalha judicial e ajuda de todos os lados. Logo que saiu a sentença, houve também a liberação da Secretaria Municipal de Sorriso.

O filho dele sofreu um acidente na escola e já passou por uma cirurgia. Agora, precisa de outro procedimento para tentar recuperar a visão e não perder o globo ocular.

Publicidade

99

Assista ao vídeo abaixo:

— Estávamos tentando marcar essa cirurgia há uns três meses, porque tem poucos especialistas nessa área — contou o trabalhador autônomo, em entrevista ao GLOBO.

Ele disse que sabia dos protestos, mas imaginava que estivessem sendo parados apenas caminhoneiros.

— Mostrei os documentos da cirurgia, mas não quiseram saber e um deles já puxou um facão. Me exaltei quando expliquei que meu filho poderia perder o globo ocular e um deles falou: ‘que fique cego — afirmou.

O outro filho de Eder, que tem 10 anos, estava com ele e acompanhou toda a discussão. O menino chegou a pedir para o pai não continuar a discussão, enquanto alguns manifestantes gritavam. O apelo da criança foi registrado no vídeo.

Este e outros bloqueios em protestos contra o resultado da eleição presidencial no país chegaram ao fim, em Mato Grosso, nesta terça-feira, após uma força-tarefa policial, que desmontou todas as barreiras e dispersou os manifestantes. No início da manhã, havia quase 20 trechos de rodovias federais bloqueados no estado.

Impedido de seguir, Eder e a família pegaram um caminho alternativo, em meio a uma lavoura, até sair em um trecho a aproximadamente 1 km do ponto onde foi barrado.

A cirurgia do filho dele está marcada para esta quarta-feira.

Vandalismo e crimes

Os bloqueios mais recentes registrados em Mato Grosso desde sexta-feira foram marcados por atos de vandalismo, incêndios em carretas e na base da concessionária Rota do Oeste, que administra trecho da BR-163.

Nesta segunda-feira, foram incendiados um caminhão-tanque e uma carreta com carga de milho, na BR-163, e uma carreta na zona urbana de Sinop.

Dois homens foram presos com uma arma de fogo, quase R$ 10 mil em dinheiro, nove galões de gasolina, isqueiros, duas sacolas com estopas — tecido usado para fazer com que as chamas se alastrassem com mais rapidez —, além de facas e facões.