Tio que estuprava e obrigava criança a ver pornografia é condenado a 30 anos

You are currently viewing Tio que estuprava e obrigava criança a ver pornografia é condenado a 30 anos

Homem de 39 anos, acusado de estuprar a sobrinha, de 9 anos, e outras duas crianças, de 8 e 9 anos, na Vila Piratininga, em Campo Grande, foi condenado a 30 anos de prisão. A decisão foi publicada nesta terça-feira (5) no Diário da Justiça de Mato Grosso do Sul. A menina era obrigada a assistir filmes pornográficos antes dos abusos e era ameaçada pelo tio.

PUBLICIDADE

Conforme inquérito policial, o crime ocorreu entre 1º de fevereiro de 2014 e 26 de fevereiro de 2015. Uma das mães descobriu o crime após a filha contar a uma coleguinha da escola, que posteriormente avisou a mulher. À polícia, a mãe afirmou que o tio passava a mão por cima da roupa no órgão genital da menor, bumbum e peito.

Ele aproveitava que a criança ficava com a avó e chamava a menina para ir até a residência dele, que ficava no mesmo terreno, para brincar com a filha do denunciado. Quando a menina já estava na casa, mandava a filha tomar banho para então praticar o abuso contra a sobrinha, todos os dias.

Por diversas vezes, conforme a investigação, o homem cometia o crime com duas crianças, a sobrinha de 9 anos e a outra, de 8, ao mesmo tempo. Segundo o inquérito, elas viam o que o denunciado ‘fazia’ com uma e outra. Ele afirmava que iria brincar de médico com elas. A polícia não informa se as outras duas crianças seriam as filhas do homem.

Para a mãe, a criança afirmou não ter contado antes sobre o crime por medo do tio. O criminoso afirmava que mataria os pais dela, caso contasse que estava “namorando e beijando um menino”. Ele foi condenado a 30 anos de prisão, em regime fechado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE