Policiais Penais recebem treinamento de armamentos e manutenção

You are currently viewing Policiais Penais recebem treinamento de armamentos e manutenção

Nesta segunda-feira (6), policiais penais iniciaram mais dois cursos voltados ao aprimoramento da atividade policial em Mato Grosso do Sul, com foco nas novas atribuições que estão sendo assumidas pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário).

PUBLICIDADE

Na Capital, teve início mais uma turma do XIII Curso de Armamento e Tiro, Vigilância e Escolta (CAVE).  Esta edição do treinamento foi dividida em duas turmas devido ao grande número de inscritos. Promovido pela Escola Penitenciária (Espen), a segunda turma conta com 47 servidores penitenciários. Além deles, também participam agentes da Guarda Municipal de Ponta Porã.

Com 40 horas/aula, entre teoria e prática, a capacitação aborda sobre funcionamento e manuseio de armas de fogo, aspectos éticos e legais inerentes tanto à escolta prisional quanto à vigilância de muralhas, critérios de vigilância e segurança nas muralhas das unidades prisionais, entre outros. As aulas são ministradas por instrutores que compõem o Comando de Operações Penitenciárias (Cope).

Além desses conhecimentos, os participantes tiveram que concluir, anteriormente, 30 horas/aula do curso EAD de “Proteção a Direitos Humanos: prevenção e proibição à tortura”, totalizando 70 horas de capacitação no CAVE.

O diretor-geral da Polícia Penal de Mato Grosso do Sul, Valdimir Ayala Castro,  participou da abertura das aulas para a segunda turma do XIII CAVE, na Espen, e destacou as mudanças na carreira com a Polícia Penal. “Estamos buscando capacitar os servidores para esta nova missão e o CAVE é um desses meios”, afirmou, destacando também que o trabalho tem que sempre estar pautado na legalidade, em especial na Lei de Execução Penal.

PUBLICIDADE

Já em Dourados,  vinte e cinco policiais penais da Agepen iniciaram o Estágio de Manutenção e Operação de Armamento Leve, promovido pelo Exército Brasileiro, por meio do 28º Batalhão Logístico.

A atividade aborda conhecimentos teóricos e práticos necessários, com foco em aprimorar as técnicas de operação e difundir os conhecimentos no âmbito da Polícia Penal.

Presente na solenidade de abertura, o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, agradeceu a parceria com o Exército e destacou a importância deste apoio para a qualificação dos policiais penais. “É um curso que contribuirá com a maior durabilidade dos nossos armamentos e, consequentemente, impacta em menos custos para o Estado”, pontuou.

Durante o treinamento, os servidores serão instruídos em aspectos referentes à manutenção, como fundamentos, escalões aplicáveis a seus armamentos de dotação, gerenciamento, elaboração da diagonal, ferramental utilizado, bem como produtos que podem ser usados.

PUBLICIDADE

A capacitação aos servidores da Agepen foi articulada pelo policial penal Marcelo Casaro, que participou da cerimônia junto com o diretor-presidente. Eles foram recepcionados pelo tenente-coronel da Arma de Cavalaria, Daniel Capell Farias Silva, comandante do batalhão.

PUBLICIDADE