Marquinhos cresce no interior e pesquisa aponta provável segundo turno em MS

You are currently viewing Marquinhos cresce no interior e pesquisa aponta provável segundo turno em MS
  • Post author:

Liderando as pesquisas de intenção de voto em Campo Grande, o ex-prefeito da Capital, Marquinhos Trad, vem apresentando um bom desempenho também nas cidades do interior do Estado, onde, até então, vinha obtendo um baixo índice de aceitação, de acordo com as pesquisas divulgadas até então para sucessão do governo estadual.

PUBLICIDADE

Os números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa (IBP), em análise realizada entre os dias 18 a 22 de maio, com 2.500 entrevistados, registrada sob o n° MS 05517/2022 e BR 00261/2022, com margem de erro de 2% “para mais ou para menos”, nível de confiança de 95%, contratada pela EFB Marketing LTDA, dão respaldo para considerar uma ascensão do candidato do PSD.

Estimulada para Governador

No primeiro cenário, Puccinelli tem 22,40%, seguido por Marquinhos com 21,60%. Como a diferença entre ambos é de 0,80 ponto percentual, eles estão empatados tecnicamente porque a margem de erro é de dois pontos percentuais.

Rose ficou em terceiro lugar, com 14,2%, enquanto Riedel fica com 10,6%, Capitão Contar com 8,2%, Giselle Marques com 1,6% e Luhara com 0,40%. Conforme a pesquisa, brancos, nulos e indecisos somam 21%.

No segundo cenário, sem as candidaturas de Giselle e Contar, André também lidera com 24,60%, contra 23,80% de Marquinhos. O ex-governador e o ex-prefeito continuam empatados tecnicamente. Rose vaia 17%, enquanto o tucano segue em 4º, com 13,4%. Os indecisos, nulos e brancos somam 21,2%.

PUBLICIDADE

Interior pode definir

Diferentemente das pesquisas anteriores, que demonstravam uma vantagem maior do emedebista frente ao ex-prefeito da Capital, o relativo “empate técnico” entre os dois primeiros colocados da Pesquisa IBP, tem respaldo em um crescimento de Marquinhos Trad junto ao eleitorado das cidades localizadas no interior do Estado.

Ao contrário da Capital, onde possui um grande coeficiente eleitoral, Marquinhos é ainda, pouco conhecido nos municípios mais afastados, localidades a que tem se dedicado a visitar desde que renunciou ao cargo de prefeito para lançar sua pré-candidatura ao governo do Estado.

Já André Puccinelli, que apesar de se manter na liderança de todas as pesquisas divulgadas até aqui, não vem demonstrando um grande crescimento percentual dos seus votos. Apostando em um eleitorado mais fiel, o ex-governador também tem percorrido as cidades do interior para conseguir a manutenção da preferência eleitoral até aqui demonstrada.

Cenário pode mudar

Apenas no início da chamada “pré-campanha”, o cenário eleitoral poderá sofrer grandes mudanças a partir da liberação da campanha eleitoral. Com cenários ainda indefinidos e apoios político-partidários sendo tratados, a preferência eleitoral tende a ter mudanças significativas e imprevisíveis até o momento.

PUBLICIDADE

O certo, é que os números até aqui divulgados, mostram a tendência de que, Mato Grosso do Sul só deverá saber quem será o próximo governador, através de um segundo turno eleitoral, que vem apontando André Puccinelli e Marquinhos Trad nesta posição.

Porém, outras configurações não podem ser descartadas. Rose Modesto possui também, assim como André Puccinelli, um eleitorado fidelizado e pode ganhar fôlego com um dos maiores tempos de televisão para campanha garantido através da Estrutura com o União Brasil.

Já Eduardo Riedel, candidato apoiado pelo governador Reinaldo Azambuja e Capitão Contar, ainda disputam o apoio do candidato a reeleição presidencial Jair Bolsonaro. O apoio do presidenciável poderá ser decisivo dentro de um dos poucos estados onde o atual presidente vence a preferência eleitoral disputada contra o ex-presidente Lula.

Nas pesquisas divulgadas até aqui, ambos ainda não “decolaram” e figuram em quarto e quinto lugar respectivamente.

PUBLICIDADE