Santa Casa de Corumbá passa por troca de comando diante de crise administrativa

You are currently viewing Santa Casa de Corumbá passa por troca de comando diante de crise administrativa
Foto: Rodolfo César

A Santa Casa de Corumbá enfrenta problemas financeiros e administrativos e a partir desta sexta-feira (13) uma nova administração foi designada para tratar a situação. Houve a designação de novos integrantes da junta interventora na Associação Beneficente Corumbaense. Milton Carlos de Melo foi nomeado para a presidência da Junta Interventora Administrativa do Complexo Hospitalar. Ele é também gestor no Lar de Idosos São Vicente e conseguiu equilibrar o funcionamento do local, que atende mais de 50 pessoas

PUBLICIDADE

A Santa Casa de Corumbá é o único hospital público que atende moradores de Corumbá, Ladário e é referência para casos que exigem maior grau de complexidade para Puerto Quijarro e Puerto Suarez, municípios da Bolívia. São cerca de 200 mil pessoas nesse universo da macrorregião, englobando a Bolívia.

A nomeação de Milton Carlos de Melo ocorreu na segunda-feira (9), com publicação no Diário Oficial do Município. Junto com ele, o prefeito Marcelo Iunes (PSDB) também indicou nomes mais próximos do governo municipal, como é o caso de Élbio dos Santos Mendonça, André Luiz Oliveira dos Santos e Adriano Antonio Pires, que era o presidente da junta até essas mudanças serem implementadas.

A troca de comando foi gerada após realização de reunião entre as Prefeituras de Corumbá e Ladário, Secretaria Estadual de Saúde, Conselho Municipal de Saúde de Corumbá, Ministério Público Estadual e Justiça Estadual. Uma ação civil pública foi movida pelo MP apontando sérios problemas financeiros e administrativos e necessidade de uma nova “intervenção”.

PUBLICIDADE

Há mais de uma década, a Associação Beneficente de Corumbá, entidade que era gestora da Santa Casa, deixou de comandar o hospital e houve uma intervenção municipal. Essa decisão ocorreu em 2010 e a Santa Casa não conseguiu até hoje estruturar-se para voltar a ter uma diretoria própria.

PUBLICIDADE

Entre os problemas graves que o hospital enfrenta está a falta de regularização na contratação de médicos. Nessa situação, alguns atendimentos acabam ficando deficitários em certos períodos, durante embates entre médicos e a Junta Interventora.

Além disso, o subfinanciamento em diferentes atendimentos, o que causa rombo nas contas. Porém, não existe uma prestação ainda muito detalhada que permite identificar, exatamente, os gargalos. As contratualizações são com a Prefeitura de Corumbá, Governo do Estado e Ministério da Saúde. O déficit mensal não foi divulgado oficialmente, extraoficialmente o valor pode chegar a R$ 1 milhão.

O procedimento que gerou discussões para troca de comando na Junta Interventora da Santa Casa aconteceu em março e culminou na indicação de Milton Carlos de Melo, diretor-administrativo da APAE de Corumbá e gestor do Lar de Idosos São José.

Milton foi responsável por organizar administrativamente o único asilo que atende Corumbá e Ladário. O local, que abriga 56 pessoas, em torno de 30 delas acamados, enfrentou desequilibros financeiros, agravados no período da pandemia, entre 2020 e 2021. O administrador conseguiu contornar a situação para manter o atendimento, que exigem em torno de R$ 120 mil mensais para manutenção.

PUBLICIDADE

Recém empossado, o novo presidente da Junta Interventora explicou que aguarda levantamento e realização de auditoria para detalhar a situação da Santa Casa de Corumbá. “Estamos começando o trabalho e a tomar o conhecimento real de toda a situação. É preciso fazer um trabalho administrativo, com muita transparência e com parcerias para ter resultado para o hospital, e principalmente para o usuário do SUS, que depende da Santa Casa”, afirmou Milton Carlos de Melo.

PUBLICIDADE

Deixe um comentário