Simted volta a fazer reivindicações salariais à prefeitura e convoca assembleia

  • Post author:

Representada pelo presidente Gabriel Omar da Matta Postigliatti, pela vice regional da Fetems, professora Rosa Maria, pelo professor Gabriel Stalim, da Comissão de Negociação, e pelo advogado sindicalista Nilton Nascimento, a direção do Simted Corumbá foi recebida nesta terça, 10 de maio, no gabinete do executivo, para discutir a pauta de reivindicações salariais, o atraso do pagamento do PIS-Pasep, a inclusão do plano de saúde Cassems para aposentados e o Piso Nacional do Magistério.

PUBLICIDADE

Pela Prefeitura, participaram o secretário de planejamento e gestão Eduardo Iunes, o secretário de finanças e orçamento Luís Henrique de Paula, o secretário de Educação Genilson Canavarro de Abreu, o Procurador Geral do Município Alcindo do Vale Júnior, o chefe de gabinete Élbio Mendonça e o superintendente do RH (Recursos Humanos) Hunt Carvalho de Assis.

Foto: divulgação Sinted

Detalhes dos resultados dessa negociação serão discutidos na Assembleia do Simted marcada para esta quinta-feira, às 15h, na sede do Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação.

“Por isso é muito importante a participação de todos, professores e administrativos, porque discutiremos qual posição tomarmos com relação ao avanço ou não nas negociações com a Prefeitura”, afirmou o presidente do Simted, Gabriel Omar da Matta Postigliatti.

PUBLICIDADE

PIS-Pasep

Com relação ao atraso do PIS-PASEP, com os servidores administrativos ainda sem receber o dinheiro por conta de a Prefeitura ter encaminhado a documentação da Rais fora do prazo, o Simted recebeu a seguinte informação durante a reunião:

PUBLICIDADE

“A Prefeitura nos passou uma posição, de que está buscando uma solução junto ao Ministério do Trabalho, e se responsabilizou de estar indo buscar essa solução para este ano ainda. Prometeram que nesta quarta-feira, (11), darão um esclarecimento”, informou o presidente do Simted.

Sobre a questão da Cassems (para os aposentados), a Prefeitura informou que fará um estudo orçamentário, mas não deu previsão de conclusão e implementação desse estudo.

Entre as pautas de reinvindicações está o pagamento do PIS-Pasep deixado de receber pelos profissionais após poder executivo perder prazo de envio de documentos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE