Genial/Quaest aponta Lula com 46% e possibilidade de vitória em 1º turno

You are currently viewing Genial/Quaest aponta Lula com 46% e possibilidade de vitória em 1º turno
Nova pesquisa eleitoral aponta vantagem folgada de Lula na liderança (Foto: Ricardo Stuckert)
  • Post author:

Pesquisa da Quaest Consultoria divulgada hoje e contratada pela Genial Investimentos aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera as intenções de voto para a Presidência no primeiro turno, com 46%, no cenário em que há mais candidatos na pesquisa estimulada — quando uma lista com os nomes dos pré-candidatos é apresentada ao entrevistado. O presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece em segundo lugar, com 29%.

PUBLICIDADE

Com 46%, Lula possui mais intenções de voto do que os demais pré-candidatos somados (44%) e, por isso, há a possibilidade de vitória em primeiro turno. No entanto, por conta da margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, a pesquisa aponta a chance de a disputa ir para o segundo turno.

Depois de Lula e Bolsonaro, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 7%; João Doria (PSDB), com 3%; e André Janones (Avante), com 3%. Considerando a margem de erro, Ciro, Doria e Janones estão tecnicamente empatados.

Simone Tebet (MDB) e Felipe D’Ávila (Novo) aparecem cada um com 1%, resultando em empate técnico com Doria e Janones. Luciano Bivar (União Brasil) não pontuou.

PUBLICIDADE

Não é possível fazer uma comparação com a pesquisa anterior do mesmo instituto porque os cenários testados são diferentes. Na nova testagem foram removidos dos questionários os nomes de Vera Lúcia (PSTU), Sofia Manzano (PCB), Leonardo Péricles (UP) e José Maria Eymael (DC). Bivar foi acrescentado à lista de possíveis candidatos.

PUBLICIDADE

A pesquisa ouviu 2.000 pessoas de 27 estados, face a face, entre os dias 5 a 8 de maio. O índice de confiança, segundo o instituto, é de 95%. A pesquisa foi contratada pelo Banco Genial e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-01603/2022.

Veja as simulações de primeiro turno:

Cenário 1:

  • Lula (PT): 46%
  • Jair Bolsonaro (PL): 29%
  • Ciro Gomes (PDT): 7%
  • André Janones (Avante): 3%
  • João Doria (PSDB): 3%
  • Simone Tebet (MDB): 1%
  • Felipe D’Ávila (Novo): 1%
  • Luciano Bivar (União Brasil): 0%
  • Branco/nulo/não vai votar: 6%
  • Indecisos: 3%

Cenário 2:

PUBLICIDADE
  • Lula (PT): 46%
  • Jair Bolsonaro (PL): 31%
  • Ciro Gomes (PDT): 9%
  • João Doria (PSDB): 4%
  • Branco/nulo/não vai votar: 7%
  • Indecisos: 3%

Cenário 3:

  • Lula (PT): 50%
  • Jair Bolsonaro (PL): 33%
  • João Doria (PSDB): 5%
  • Branco/nulo/não vai votar: 9%
  • Indecisos: 3%

Cenário 4:

  • Lula (PT): 51%
  • Jair Bolsonaro (PL): 33%
  • Simone Tebet (MDB): 4%
  • Branco/nulo/não vai votar: 9%
  • Indecisos: 3%

Cenário 5:

  • Lula (PT): 48%
  • Jair Bolsonaro (PL): 31%
  • Ciro Gomes (PDT): 9%
  • Simone Tebet (MDB): 2%
  • Branco/nulo/não vai votar: 7%
  • Indecisos: 3%

Cenário 6:

  • Lula (PT): 48%
  • Jair Bolsonaro (PL): 32%
  • Ciro Gomes (PDT): 10%
  • Branco/nulo/não vai votar: 7%
  • Indecisos: 3%

Pesquisa espontânea

O levantamento também incluiu um cenário espontâneo, no qual os entrevistados não recebem uma lista de pré-candidatos para indicar sua intenção de voto.

Lula lidera com 28%, seguido de Bolsonaro, com 22%.

  • Lula (PT): 28%
  • Jair Bolsonaro (PL): 22%
  • Ciro Gomes (PDT): 2%
  • Branco/nulo/não vai votar: 2%
  • Indecisos: 45%

Veja os cenários de segundo turno:

O instituto só testou cenários com Lula presente. Em todas as simulações, o petista vence. Contra Bolsonaro, o ex-presidente tem 20 pontos percentuais de distância.

Cenário 1:

  • Lula (PT): 54%
  • Jair Bolsonaro (PL): 34%
  • Branco/nulo/não vai votar: 9%
  • Indecisos: 2%

Cenário 2:

  • Lula (PT): 53%
  • Ciro Gomes (PDT): 24%
  • Branco/nulo/não vai votar: 21%
  • Indecisos: 2%

Cenário 3:

  • Lula (PT): 58%
  • Simone Tebet (MDB): 17%
  • Branco/nulo/não vai votar: 22%
  • Indecisos: 3%

O Quaest é um instituto de pesquisas com sede em Belo Horizonte. Até 2020, segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a empresa realizava pesquisas eleitorais só em Minas Gerais. Hoje, faz levantamentos sobre intenções de voto para presidente e em outros estados. O instituto tem uma parceria com a Genial Investimentos, a qual financia levantamentos sobre as eleições de 2022. As pesquisas são realizadas com entrevistas presenciais.

PUBLICIDADE