‘O eleitor percebe quem usa a sinceridade’, defende Puccinelli em visita a Corumbá

You are currently viewing ‘O eleitor percebe quem usa a sinceridade’, defende Puccinelli em visita a Corumbá

O pré-candidato a governo do Estado André Puccinelli (MDB) está com 73 anos e decidiu “bater perna” por Corumbá e Ladário, mesmo com o sol forte registrado na região desde a quinta-feira (28). A visita foi encerrada neste sábado (30), com caminhada por feira livre. Conforme seu discurso, ele está determinado a seguir no projeto de retornar ao Executivo estadual e, durante entrevista ao Folha MS, apontou que o eleitor está atento para o cenário político.

PUBLICIDADE

“Em períodos de eleição, o eleitor intui, o eleitor percebe quem usa a sinceridade”, afirmou neste sábado (30).

Nessa visita pela região pantaneira, ele contou com trabalho conjunto de Waldemir Moka, pré-candidato a deputado federal e ex-senador, e Dr. Gabriel, pré-candidato a deputado estadual e ex-vereador de Corumbá. Na sexta-feira à noite, inclusive, todos esses nomes estiveram reunidos na Associação Comercial e Empresarial da cidade para o lançamento do nome de Gabriel para uma futura corrida à Assembleia Legislativa.

Depois de dois mandatos como governador (2007-2015) e ficar por oito anos afastado de cargos públicos, André assegurou que se sente empenhado para entrar novamente em uma disputa acirrada. Ele reforçou que decidiu entrar nessa corrida por conta de um clamor popular.

PUBLICIDADE

“Normalmente você é estimulado ou você tem vontade própria. Ao conversar com a população, prefeitos, vereadores, depois de conversar com eles para elaborar planejamento para buscar recursos em Brasília, após eu sair do governo, foi-se intensificando essa medida de eu servir e a população começou com o time do ‘volta André’. Eu me empolguei, quem não gosta de ser procurado. Assumi com orgulho, garra, honra e vontade para mostrar que com uma nova equipe a gente pode fazer mais por Mato Grosso do Sul”, indicou.

PUBLICIDADE

Conhecido por sua eloquência e aproximação popular, ele também salientou que o momento atual é de levantar demandas para formatação de um plano de governo. “A motivação de uma campanha está em você saber o que deverá fazer no caso de vencer. Essas andanças estão no sentido de ouvir a população para saber o que devemos fazer, o que é prioridade para Corumbá, para Ladário.”

Em Ladário, na quinta, reuniu-se com o prefeito Iranil Soares e correligionários. Por Corumbá, visitou o Sindicato Rural, foi acompanhado por Gabriel e Moka em caminhadas e também visitou a APAE. Quinta foi em Ladário e sexta e sábado em Corumbá.

“Aqui a gente ouviu que precisa cuidar da saúde, querem casas, querem que o governo dê atenção à população. O que mais a população ressente é que o governante ouça a população e que não determine de cima para baixo o que deve ser feito. Nessas andanças, ouvimos saúde em primeiro lugar, casas, para gerar emprego e dignidade para as famílias e muita infraestrutura, seja no Paiaguás, na Nhecolândia. Querem também um olhar diferenciado com a rota bioceânica”, elencou as prioridades ouvidas. Ainda conforme o ex-governador, ele pontou que ouviu reclamações sobre a situação da BR-262 e a necessidade de intervenções.

E como ele sinalizou que vai engrenar seu trabalho de campanha conforme a legislação permitir, sua atuação na rua vai trabalhar em paralelo com o mundo virtual, que se tornou o grande território de embates nas duas últimas eleições (presidencial e municipal). “Antigamente tinha showmício e agora com os meios de comunicação é um pouco diferente. Vamos usar de forma intensa as mídias sociais. Temos nosso Facebook, Instagram, Telegram, Youtube. Tik tok, Twitter, temos um site, temos o whatsapp. Hoje vamos utilizar mais essas ferramentas.”

PUBLICIDADE

O pré-candidato a deputado estadual Gabriel Alves de Oliveira esteve presente na entrevista e defendeu que a possibilidade de caminhar com André Puccinelli o ajudou a decidir por disputar as eleições deste ano. “A gente entrou na disputa pensando no Dr. André, que sempre foi um parceiro, está com vontade de fazer e já fez muito. Queremos ser a voz da região, de Corumbá. Vamos estar nas ruas, nas casas”, opinou.

Conhecido para lançar frases de efeito, André fez questão de cravar sua mensagem ao final da entrevista e que não se intimida pela idade ou o tempo que passou fora do Executivo ou Legislativo. “Estou de volta para fazer mais por Mato Grosso do Sul”

PUBLICIDADE

Deixe um comentário