Estudantes carentes ganham bicicletas reformadas na Penitenciária de Três Lagoas

You are currently viewing Estudantes carentes ganham bicicletas reformadas na Penitenciária de Três Lagoas
  • Post author:

Alunos da Escola Municipal Parque São Carlos, em Três Lagoas, estão tendo um motivo a mais de comemoração neste Natal. Bicicletas reformadas no presídio masculino de regime fechado da cidade foram doadas esta semana ao colégio, que está localizado em uma região com grande vulnerabilidade social no município.

PUBLICIDADE

Ao todo, 17 bicicletas foram entregues e destinadas a estudantes previamente selecionados pela direção da escola. “Escolhemos com o critério da necessidade, àqueles que nós acompanhamos e relataram em algum momento que precisavam da bicicleta”, explica o diretor Vinícius Belon.

Segundo Belon, as peças representarão muito mais que brinquedos para os estudantes, contribuirão também para a melhoria nas condições sociais das famílias, já que, em alguns casos, até os pais irão usar para trabalharem. “Essa parceria é muito importante, pois ajuda a estimular os alunos a continuarem estudando, além de contribuirmos com a sociedade”, agradece.

PUBLICIDADE

A ação foi possibilitada graças a uma parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Poder Judiciário, Ministério Público, Polícia Civil e Conselho da Comunidade de Três Lagoas.

bicicletas 730x425 1

Totalmente reformadas com mão de obra de detentos, as bicicletas são fruto de apreensões da Polícia Civil, recuperadas de roubos e furtos, mas que, como não foram retiradas pelos donos, acabavam abarrotando os pátios das delegacias.

“Foi uma solução prática e com fim social que estimula a ocupação produtiva dos internos, incentivando a ressocialização, e ajuda diretamente a quem precisa”, destaca o diretor da Penitenciária de Segurança Média de Três Lagoas (PSMTL), Raul Augusto Ramalho, reforçando o comprometimento da equipe de servidores da unidade penal para que o projeto fosse possível.

PUBLICIDADE

Segundo o diretor, inicialmente, as primeiras bicicletas foram reformadas para atenderem o Programa Comunidade Educa, porém, com a pandemia, o trabalho precisou ser interrompido. “Tínhamos algumas ainda na unidade, então doamos para esta escola, que atende a alunos bastante carentes”, explica, ressaltando que a intenção é que as reformas das bicicletas sejam retomadas a partir do ano que vem.

PUBLICIDADE
gif grillinkl