Vacinação em massa segue com 12 pontos fixos e drive até quinta-feira em Corumbá

You are currently viewing Vacinação em massa segue com 12 pontos fixos e drive até quinta-feira em Corumbá
Vacinação ocorre no drive da Porto Carrero /Foto: Weber Reis
  • Post author:

Corumbá (MS)- A campanha de imunização em massa da população adulta na região de fronteira, segue em Corumbá até a próxima quinta-feira (8).  A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde que manteve a disponibilização das doses do imunizante da Janssen em 12 pontos fixos, instalados em Unidades Básicas de Saúde além da manutenção do drive-thru no ginásio poliesportivo na rua Porto Carrero.

Dados do vacinômetro atualizados na noite desta segunda-feira (5), até as 20 horas Corumbá realizou a imunização de mais 2.247 pessoas. Até o momento a cidade registrou 44.404 aplicações da primeira dose, 37.876 completaram o ciclo vacinal com as duas doses ou a aplicação da vacina de dose única em um total de 82.280 aplicações no total.

PUBLICIDADE

A Secretaria Estadual de Saúde divulgou nesta segunda-feira que mais de 54 mil pessoas já haviam sido imunizadas dentro dos 13 municípios de fronteira que fazem parte do estudo cientifico nos três primeiros dias da campanha.

Doses remanescentes

O Secretário De estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, confirmou que pelo menos 30 mil doses do imunizante da Janssen enviadas para realização de pesquisa nos 13 municípios de fronteira deverão “sobrar” e serão remanejadas para distribuição aos outros 66 municípios do estado.

PUBLICIDADE

Segundo dados do vacinômetro estadual, Mato Grosso do Sul, atualizado as 22h20 desta segunda-feira (5), mostrava que o estado já imunizou completamente com as duas doses da vacina ou doses únicas da Janssen, 22,23% da população.

Até o momento, 1.838.089 (Um milhão, oitocentos e trinta e oito mil, e oitenta e nove) doses foram aplicadas, nos 79 municípios do estado, sendo 1.213.678 referente a primeira dose e 506.165 segunda dose e 118.246 dose única (Janssen).

O Estudo

Encabeçado pelo infectologista Júlio Crodda através do grupo VEBRA COVID-19, o estudo tem o apoio da Opas (Organização Pan Americana da Saúde) e é composto por diversas instituições, como Fiocruz, UFMS, Stanford University, Yale university, Instituto de Salude Global de Barcelona, Universidade da Florida, entre outras.

Júlio Crodda explica que o estudo será de extrema importância. As 165,5 mil doses não estavam previstas na distribuição regular da vacina. “Elas virão exclusivamente porque existe uma pesquisa apoiada pelo Ministério da Saúde. Ou seja, são doses adicionais de vacina, principalmente para gerar evidência científica para o Brasil e para o mundo da efetividade da vacina da Janssen para a nova variante Gamma (P1)”, conclui o infectologista.

PUBLICIDADE