Com risco de acidentes, deputado cobra Denit por obras e sinalização em trevos da BR-262

You are currently viewing Com risco de acidentes, deputado cobra Denit por obras e sinalização em trevos da BR-262
Aumento do tráfego de carretas gera riscos de acidentes na BR-262
  • Post author:
PUBLICIDADE

Corumbá (MS)- Para reduzir os riscos de acidentes no trecho da BR-262 que corresponde aos acessos às regiões de maria Coelho e Morro do Urucum em Corumbá, o deputado Evander Vendramini (Progressistas), apresentou requerimento solicitando obras de infraestrutura e ampliação nos dois locais.

O requerimento foi endereçado ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), com a solicitação para que seja providenciada a ampliação dos trevos que dão acesso às localidades mencionadas, uma vez que, nos últimos dois anos tem se observado um crescente fluxo de carretas que realizam o transporte de minério na região.

PUBLICIDADE

Evander ressaltou que tem sido cada vez maior o número de carretas do tipo bi trem, que trafegam pela rodovia. Muitas medindo até 30 metros de comprimento, para realizarem o contorno e entrada na BR-262, acabam por interditar completamente a via, aumentando o risco de acidentes.

“Com o rio baixo, o transporte de minérios por navios diminui. A circulação de caminhões bitrens aumentou e os riscos também, já que os trevos não possuem extensão para esses tipos de veículos”, explicou Evander.

O parlamentar disse que vem alertando há anos o DNIT sobre riscos de acidentes nos trevos. “Além disso, não existe sinalização vertical. E a horizontal está apagada. Nesse cenário, solicitamos providências imediatas das autoridades competentes”, destacou. 

Perigo noturno

O que durante o dia já é considerado um grande risco para os veículos de passeio que utilizam a única via que concede acesso de entrada e saída a Corumbá, fica ainda pior no período noturno.

PUBLICIDADE
Deputado apresentou requerimento nesta quinta-feira

 “Os moradores da região e veículos pequenos correm risco, sobretudo à noite, quando o trânsito se torna mais caótico devido ao fluxo maior e a baixa visibilidade. O espaço é insuficiente para os caminhões fazerem baliza e isso torna os trechos suscetíveis a acidentes”, informou Evander.

O parlamentar destacou ainda em seu pedido que o órgão federal deveria fazer adequações, alargando a pista e melhorando a sinalização local, tanto a vertical, que é inexistente, quanto a horizontal, que está obstruída.

“Os caminhões saem das estradas de terra, trazendo para a BR rastros de minério de ferro que acabam tampando com fuligem as placas de sinalização e derrubando resíduos na pista, o que torna o trecho ainda mais perigoso. Por isso, venho solicitar providências imediatas das autoridades competentes”, apontou Evander.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE