Vila Mamona entra sem medo na Avenida para defender título de atual campeã do Carnaval

Mesmo falando sobre o medo, esse foi o sentimento que Vila Mamona não teve ao entrar na Passarela do Samba, para defender o título de atual campeã do Carnaval de Corumbá. E para isso, a agremiação apostou no enredo: “A caixinha de surpresas se abriu, e a Vila te pergunta: Do que você tem medo?!?”.

Representante do bairro que leva o nome da escola, uma das mais antigas da cidade, a Vila Mamona, trouxe em seu desfile, uma apresentação contagiante, intrigante e de encher os olhos e a imaginação de quem o vê.

Vila trouxe para avenida os medos e temores que rondam a humanidade / Foto: Juan Galeano

As diversas faces do medo, buscando como seu objetivo principal impactar de forma impressionante o público pela sua ousadia e inovação na exploração de uma das sensações ou de uma mescla de emoção e sentimento que é o medo, o pavor, o espanto e o pânico, foram retratados nos três setores da escola de samba, assim, como a agremiação foi dividida.

Para isso, a entidade contou com aproximadamente 750 componentes, divididos em 14 alas, incluindo a ala das baianas e ala das passistas. Ao todo, foram quatro carros alegóricos, mais o carro abre-alas.

Dando início ao desfile, a comissão de frente, encenando a transformação do medo, mostrou para o público, grandes contrastes entre o medo e a alegria, do medo à magia, enfatizando que o medo pode ser superado com a alegria.

Rainha de bateria Katilene

Em seguida foi a vez do carro abre-alas, com a tradicional Águia, simbolo da Vila Mamona, que veio na cor azul, tendo logo a frente a madrinha da escola de samba. O abre-alas, mostrou o esplendor de encantos e maravilhas do mundo do terror, dando boas vindas para os foliões navegarem junto com a apresentação da Vila Mamona, em um mar de medos e espantos da mente do ser humano.

As fantasias bem acabadas e luxuosas, deram um brilho a mais, mostrando ao contrário do que a escola apresentava, sem medo de errar e cometer gafes, em sua apresentação. A bateria foi a responsável por levantar o público, com a fantasia Pânico. Kartilene  Diniz, rainha da bateria, veio com sua  Fantasia “Nervosismo à flor da Pele, um choque de espanto, deixando a todos das arquibancadas e camarotes espantados literalmente com a sua apresentação, com muito samba no pé e carisma.

O desfile da Vila Mamona foi encerrado, já na madrugada de terça-feira (13) com o carro alegórico, trazendo o “Fim do Medo”, mostrando de vez, que a escola entra na briga por mais um título do melhor e maior Carnaval da região Centro-Oeste, quando então, já “abocanhou” 18 vezes o primeiro lugar, sendo desses, 14 vezes consecutivos, apesar de algumas falhas, como a falta de integrantes em carros alegóricos e um componente que acabou abandonando o desfile na frente da torres dos jurados, nas imediações da rua Sete de Setembro, com a Passarela do Samba.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

 

 

Relacionadas

Comentários