Prefeitura de Corumbá viabiliza consultoria para projeto Amor Peixe

Amor Peixe(Foto: Marcos Boaventura)Elaborar um diagnóstico para reciclar as técnicas de transformação da pele de peixe em produtos artesanais foi o principal objetivo da consultoria viabilizada pela Prefeitura, em atendimento às integrantes do projeto Amor Peixe. O trabalho esteve a cargo do especialista Lincoln Czerwinski e foi desenvolvido na Casa do Artesão, por meio de uma ação da Fundação de Cultura de Corumbá.

A consultoria contou também com a participação da gestora cultural Isabel Peres que veio a Corumbá para elaborar um plano de trabalho visando organizar a captação de recursos.

O encerramento dos trabalhos foi acompanhado pelo secretário de Governo, Márcio Cavasana. Ele representou o prefeito Paulo Duarte e lembrou a intenção do Chefe do Executivo corumbaense em fortalecer o empreendedorismo na cidade.

“São essas transformações que a administração quer cada vez mais implementar. Sabemos da importância dessas mulheres para Corumbá, a importância desse projeto que leva o nome da nossa cidade para todas as regiões, não só do Brasil, mas como também para o exterior. Por isso mesmo é que estamos realizando essa consultoria para que todas formalizem, para que estejam aptas a buscar recursos, visualizando um novo momento”, disse.

Lincoln Czerwinki, que vem a cidade desde 2009 para qualificar as mulheres do projeto Amor Peixe, disse ter observando um avanço enorme na qualidade do produto trabalhado. “Eu venho qualificando elas sobre a questão dos produtos utilizados, a forma correta do manuseio, sempre utilizando produtos que eu tenho sempre o cuidado de testar antes de recomendar, e pensando na questão ambiental, já que elas trabalham com um material, um resíduo que seria jogado no lixo e o transformam em um material de luxo”.

Lincoln comentou que, graças ao apoio da administração, existe uma possibilidade de execução de um projeto de grandes mudanças. “Agradeço ao prefeito Paulo Duarte por deixar disseminar esse processo de qualificação e de formalização do projeto. Depois que elas conseguirem ligar o nome do Amor Peixe a Corumbá, quem pensar em Corumbá, automaticamente lembrará do Amor Peixe”, comentou.

Ele informou que o trabalho foi elaborar um banco de dados, uma radiografia da situação atual da associação. Disse que ainda falta muito, mas que “em um futuro próximo, ela estará caminhando com suas próprias pernas”, observou, já anunciando retorno para ministrar um curso de reciclagem com a utilização de novos produtos, novas cores “para que elas sigam as tendências sempre com uma visão sustentável”, concluiu.

A gestora cultural Isabel Peres veio para conhecer o projeto e elaborar um plano de trabalho para organizar a associação, visando captação de recursos. “Esse projeto trabalha com patrimônio imaterial e natural, por isso não será difícil captar recursos de várias frentes por meio da lei de incentivo a cultura. Elas tem um potencial muito grande, aliás não só o projeto, mas a cidade como um todo que se preocupa com o trabalho cultural e o patrimônio histórico. Isso é muito bom”.

Keila Mariano da Silva, presidente da Amor Peixe, agradeceu ao prefeito Paulo Duarte pela confiança depositada e por acreditar no trabalho das mulheres. “Estamos aqui há 12 anos e passamos por muitos altos e baixos. Essa ajuda veio em boa hora. Há muito tempo esperávamos por esta oportunidade para alavancar o nosso trabalho. É um apoio à nossa marca. Vamos levar o nome de Corumbá para onde formos”, ressaltou.

 

Comentários

Mais lidas

Sorry. No data so far.