Governo pagará em março reajuste retroativo de 13,01% aos professores

A reunião foi realizada hoje na Governadoria com representantes trabalhistas / Foto: Chico Ribeiro
A reunião foi realizada hoje na Governadoria com representantes trabalhistas / Foto: Chico Ribeiro

Em reunião realizada na noite desta segunda-feira (26), o governador Reinaldo Azambuja e a direção da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems) definiram que o reajuste de 13,01% estabelecido pelo piso nacional de 40 horas será pago em março aos professores da rede estadual.

Segundo a secretária de Educação, Maria Cecília Amendola da Costa, o reajuste pago em março será retroativo e irá incorporar os meses trabalhados de janeiro e fevereiro. Serão beneficiados cerca de 20 mil professores na rede estadual de ensino.

O governo do Estado também irá discutir com a Fetems a diminuição gradual da carga horária de 40 horas para 20 horas em novas reuniões, mas ainda sem datas agendadas.

“O governador acredita que os professores merecem receber salários dignos, de acordo com a grande responsabilidade que possuem na formação dos cidadãos sul-mato-grossenses. As negociações são feitas de maneira democrática, pensando no bem de Mato Grosso do Sul e também na valorização dos professores e dos servidores públicos”, explicou a secretária Maria Cecília Amendola da Costa.

Também participaram da reunião o secretário de Estado de Governo, Eduardo Riedel, o Secretário da Casa Civil, Sergio de Paula, o Secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis e o presidente da Fetems, Roberto Botareli.

Comentários