Em construção, nova UBS vai atender 800 famílias na parte alta de Corumbá

Nova Unidade Básica de Saúde está em fase de construção / Foto: Marcos Boaventura
Nova Unidade Básica de Saúde está em fase de construção / Foto: Marcos Boaventura

Corumbá (MS)- Uma das regiões com índice populacional mais alto de Corumbá vem recebendo investimentos na área da saúde e fortalecendo a descentralização do atendimento médico no município. Após a inauguração da primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Corumbá instalada no bairro Guató, a prefeitura Municipal anunciou que os investimentos na região irão continuar.

Para ampliar a oferta de atendimento e melhor a qualidade do serviço oferecido, no primeiro semestre deste ano o bairro irá contar com uma nova Unidade Básica de Saúde que será responsável pelo atendimento direto de 800 famílias que moram no conjunto habitacional Ana Brites e entorno. A obra faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento do |Governo Federal com contrapartida do município de Corumbá.

A unidade será instalada na rua José de Barros Maciel e após concluído, contará com 850 metros quadrados. Será dotado de cinco consultórios médicos, um consultório odontológico, sala de coleta de exames, farmácia, vacina, psicologia e serviço social, sala de curativo, salão para reuniões, auditório para 50 pessoas, além de dependências para os agentes de saúde, setor administrativos, copa/cozinha e sanitários.

Outros investimentos

Além das unidades de saúde e da UPA já entregues e a que está em construção no Ana Brites, a Prefeitura, comente em 2014, entregou à população um novo Laboratório Municipal de Análises Clínicas, junto ao complexo do hospital da cidade, ao lado do Pronto Socorro, que funciona em um prédio anexo ao Hemonúcleo, reformado e ampliado pelo Município, com recursos próprios.

Entregou também o Complexo da Saúde implantado na Rua América entre a Tiradentes e Ladário, onde funcionam a Farmácia Central e a nova Clínica de Fisioterapia que, antes, junto com o Laboratório, estavam em um espaço inadequado, totalmente insalubre, no antigo prédio do Mercadão Municipal.

No complexo, além desses dois setores, funcionam também a Ouvidoria Municipal do SUS, a Vigilância Sanitária, a Vigilância de Saúde Ambiental e a Central de Estoques de Imunização.

Comentários