Deputados tomam posse e escolhem Mochi como presidente da Casa de Leis

O nome de Mochi para presidência da Assembleia já era tido como certo (foto: Diogo Gonçalves
O nome de Mochi para presidência da Assembleia já era tido como certo (foto: Diogo Gonçalves

Após a posse dos deputados estaduais na manhã deste domingo (1º), os parlamentares elegeram Júnior Mochi (PMDB) para comandar a mesa diretora. Ficaram definidos ainda os líderes do Governador Reinado Azambuja (PSDB) na assembleia e de oposição, sendo, respectivamente, Rinaldo Modesto (PSDB) e Pedro Kemp (PT).

Para 1º vice presidente foi eleito Onevan de Matos (PMDB), como 2ª vice presidente ficou Grazielli Machado (PR) e 3ª vice presidente é Mara Caseiro (PT do B). Zé Teixeira (DEM) é o 1ª secretário, Cabo Almi (PT) o 2º secretário e Felipe Orro (PDT) foi eleito como 3º secretário.

Ao se pronunciar, Mochi falou de sua trajetória política, iniciada em Coxim, a 260 quilômetros de Campo Grande e disse que o momento é de amadurecimento. “É necessário hoje, nós superarmos o descrédito que a população tem em relação a classe política”, disse, ao convocar a população a participar não só dos protestos de rua, mas também fiscalizar as ações dentro da assembleia legislativa.

O líder da oposição, Pedro Kemp, garantiu que mesmo sendo o PT (Partido dos Trabalhadores) o único se posicionando contra, seu papel será garantir transparência na aplicação dos recursos. “Não temos que agradar financiadores de campanha, mas ter respeito por quem paga nosso salário: o povo. Temos que ser a casa da cidadania. Faremos oposição não ao Estado, mas para fiscalizar as ações dele”, declarou.

O líder do governador, por sua vez, citou a crise de água no Sudeste, o aumento de impostos sobre os combustíveis e a segurança na fronteira para discursar sobre a “insegurança” da população com os políticos e destacou as primeiras ações do governador.

“É o momento de reverter essa insegurança que as pessoas têm com a classe política. Ao chamar os prefeitos para participar da “divisão de tarefas” no Estado, o Reinaldo já coloca em prática suas promessas de campanha. É preciso aos legisladores que assumem hoje identificar e traduzir em ações as necessidades da população”, disse Rinaldo.

Comentários