Bolivianos fecham fronteira com Brasil pela segunda vez na semana

Corumbá (MS)- A fronteira do Brasil com a Bolívia através dos municípios de Corumbá e Puerto Quijarro, amanheceu mais uma vez fechada desde a meia noite. É a segunda mobilização dos cidadãos bolivianos contra os decretos aprovados pelo presidente Evo Morales, sobre o novo código penal que entrará em vigor no país a partir de 2019.

A travessia na ponte da amizade, só pode ser feita a pé, já que um caminhão e outros veículos fazem a interdição da via. O protesto que na primeira paralização foi realizado pelo setor de transporte pesado, agora ganhou o apoio de outras categorias, como condutores de mototaxis, taxis e minibuses, além de médicos e representantes dos comitês cívicos.

Caminhão interdita passagem de veículos no local / Fotos: Erik Silva

A paralisação ocorre em todo país segundo informa o jornal El Deber, que descreve ainda uma grande participação popular contra as medidas sancionadas por Evo. Um manifesto está previsto para acontecer as 10 horas da manhã, no horário da Bolívia onde será decidido ainda pela abertura ou não da fronteira e a liberação para passagem de veículos.

Manifestantes não definiram um prazo para liberação da fronteira

Comentários

%d blogueiros gostam disto: